A Comissão de Supervisão do Mercado Financeiro da França (AMF) incluiu 15 sites de empresas que atuam no campo do criptoinvestimento em sua "lista negra".

Na França, fraudadores atraíram cerca de €31 milhões de proprietários de contas poupança. Tirando vantagem da ignorância da população a respeito do Bitcoin, os criminosos prometeram lucros de investimentos em criptomoedas às vítimas. Isso foi relatado pelo Le Parisien com referência a representantes do Comitê Francês de Controle dos Mercados Financeiros.

As autoridades não excluem a possibilidade de que a quantia possa ser muitas vezes maior que a inicialmente divulgada. Sabe-se que pelo menos 700 pessoas foram afetadas pelas ações dos fraudadores.

Os criminosos posicionaram seu número de telefone em mais de 200 sites de phishing, sendo que após conversar com eles, os investidores transferiam dinheiro às respectivas contas.

De acordo com analistas da corretora Coinhouse, os fraudadores iniciaram suas atividades na Bélgica. Lá, eles conseguiram atrair €100 milhões de proprietários de contas de poupança.