Goldman Sachs: bolha do Bitcoin supera o boom “dotcom” e a mania da tulipa

O famoso criptografista e pioneiro no campo dos Contratos Inteligentes, Nick Szabo criticou inúmeros especialistas e analistas que, sem entender a essência do assunto, tratam o Bitcoin e outras criptomoedas como "bolhas" ou "tulipomania".

Publicado em 24 de Janeiro de 2018 por

No relatório de um dos maiores bancos de investimento, o Goldman Sachs, especialistas financeiros analisaram o crescimento da taxa Bitcoin e do Ethereum, bem como os preços das ações de empresas que anunciaram publicamente a introdução da tecnologia de Blockchain em seus processos de negócios. Eles chegaram à conclusão de que existe uma enorme “bolha” formada em torno da nova indústria, relata a CoinDesk.

Os autores do relatório ficam surpresos com a escala das “criptomoedas”, sendo que o emblemático da indústria, o Bitcoin, em sua opinião, não cumpre o papel para o qual foi originalmente criado.

“Consideramos viável o conceito de moeda digital com base na tecnologia de Blockchain, levando em conta os benefícios potenciais: reduzir as comissões de transações, reduzir a corrupção através da rastreabilidade de todas as transferências, garantir a propriedade e facilidade de uso em um contexto global. No entanto, o Bitcoin não fornece nenhum desses benefícios”, afirma o relatório.

Dependendo do nível de congestionamento da rede, o tempo de processamento para o processamento de uma transação pode levar até 10 dias. Além disso, o preço da Primeira Moeda varia muito em diferentes praças comerciais. Em dezembro do ano passado, por exemplo, essa diferença atingiu US$4 mil. Os autores do relatório também apontam os altos custos de transação.

No entanto, eles estão convencidos de que a “bolha” das criptomoedas não ameaça a economia mundial e, em particular, a economia dos EUA. Vale ressaltar que a bolha dotcom equivalia a 101% do PIB dos EUA, enquanto o mercado de criptomoeda é de apenas 3,2%. Esta é a base para a confiança dos especialistas da Goldman Sachs na proteção total do sistema financeiro contra o colapso da nova indústria.

Lembre-se de que recentemente o analista financeiro da Goldman Sachs, Zack Pandl, alertou os clientes do banco de que “a rentabilidade da moeda como um dinheiro a longo prazo diminuirá significativamente” e depois se converterá em “portos silenciosos”, ativos estáveis ​​para a acumulação de capital.

Vale recordar também que o BTCSoul anteriormente informou que o famoso empreendedor canadense e entusiasta de Blockchain, Don Tapcott, alertou aos reguladores estaduais em todo o mundo sobre as graves consequências negativas da proibição das criptomoedas para a economia. Ele enfatizou que medidas radicais em relação às novas tecnologias são o destino de “ditadores e países antidemocráticos”.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment