Com sede em Hong Kong, a corretora de criptomoedas Bitfinex divulgou novos pares para a libra esterlina britânica e o iene japonês.

Nesta segunda feira, 25 de fevereiro de 2019, a exchange internacional Bitfinex relatou que recebeu uma parcela dos Bitcoins anteriormente hackeados de seus sistemas em 2016. Os fundos foram retornados pelo governo dos EUA.

Conforme declarado no blog, a corretora alega que recebeu 27,66 BTC que foram recolhidos através dos esforços legais e policiais das agências dos Estados Unidos.

Bitfinex mais perto de retornar valores furtados

A quantia soma algo em torno de US$ 104.000 no momento e representa apenas uma parte pouco maior que 20% do montante subtraído da plataforma durante um hack que criou tempos conturbados e difíceis para a Bitfinex.

Nas palavras de Giancarlo Devasini, Chefe do financeiro da Bitfinex:

Hoje, mais de dois anos após o hack da plataforma Bitfinex, vemos o resultado de uma estratégia robusta e limpa, além dos esforços do governo dos EUA. Nos dá grande prazer poder reembolsar os negociantes que foram leais e acreditaram na gente durante um tempo muito difícil. Gostaríamos de agradecer às agências legais dos EUA por seus esforços contínuos em investigar a falha na segurança e seu comprometimento em apreender e retornar os ativos roubados.

Continuaremos a auxiliar as agências legais com seus questionamentos e também gostaríamos de extender, mais uma vez, um convite aos hackers ou qualquer outra pessoa que possua informações pertinentes a esse episódio, para que entrem em contato de qualquer maneira que se sintam seguros, para finalmente solucionarmos a questão de maneira mutuamente benéfica.

O hack de 2016 da Bitfinex

Em um dos momentos mais sombrios para as exchanges, especialmente para a afetada, a soma de 119,75 BTC foi hackeada da plataforma, deixando dúvidas sobre a competência dos desenvolvedores da corretora em manter os fundos dos usuários em segurança.

Entretanto, em uma inovação naquele momento, a Bitfinex decidiu emitir tokens que representavam a quantia de USD que cada usuário perdeu e entregou para eles esse símbolo da dívida.

Conforme menciona o blog desta segunda-feira, os tokens emitidos na época foram recomprados e os indivíduos prejudicados devido ao hack, foram ressarcidos devidamente.

A agradável surpresa dessa notícia é ver as agências legais americanas, de fato, fazendo uma ação que contribui ao sistema, ao invés de apenas minar a situação das criptomoedas de forma geral, como estamos acostumados a ver através das declarações de várias instituições e figuras proeminentes dos EUA. Esperamos que este não seja um fato isolado.