Inteligência sul-coreana afirma que hackers da Coréia do Norte roubaram US$6,9 milhões da bolsa Bithumb

A maior corretora de criptomoedas da Coréia do Sul, Bithumb, planeja lançar seu próprio token.

Publicado em 20 de dezembro de 2017 por

A Agência Nacional de Inteligência sul-coreana suspeita que hackers norte-coreanos são os responsáveis pelo imenso ataque de hacker ocorrido na corretora de criptomoedas Bithumb, em que foram levados 7,6 bilhões de wons (cerca de US$6,9 milhões). Isso foi relatado pela BBC.

A Agência de Inteligência passou ao escritório do promotor informações sobre o ataque de fevereiro em computadores pessoais de funcionários da Bithumb, que resultaram no roubo de fundos e dados pessoais de mais de 30 mil usuários.

Publicidade

Publicidade

A fonte também relata que os hackers extorquiram 6 bilhões de won (US$5,5 milhões) em troca da destruição de dados roubados.

A Inteligência Nacional suspeita que hackers norte-coreanos também estão por trás do ​​ ataque à corretora de criptomoedas Coinis. Representantes do departamento acreditam que Pyongyang iniciou uma campanha coordenada com o objetivo de dominar ativos criptográficos, visando mitigar as consequências de sanções internacionais.

Lembre-se de que anteriormente vários especialistas analisaram as atividades da Coréia do Norte em relação à indústria criptográfica e suas implicações ao mundo das criptomoedas.

Chrys

Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment