Lançamento do criptorublo é adiado até meados de 2019

Considerando casos de bloqueios de sites, os tribunais russos devem necessariamente envolver os proprietários desses recursos. Isto foi afirmado no acórdão do Supremo Tribunal da Federação Russa.

Publicado em 17 de Janeiro de 2018 por

As propostas para a criação e regulamentação de uma criptomoeda nacional russa serão apresentadas em julho de 2018, contudo, ela levará pelo menos um ano para ser lançado. Isto foi relatado pelo Hi-Tech Mail.Ru com referência à declaração do diretor da Associação Russa de Criptomoedas e Blockchain, Arseny Shcheltsin.

O Banco Central, o Ministério das Comunicações, o Ministério do Desenvolvimento Econômico, o Ministério das Finanças e a Administração do Presidente estão todos envolvidos no desenvolvimento de documentos regulatórios para a introdução do criptorublo na economia russa.

“Os documentos necessários serão desenvolvidos e preparados no outono. E aprovados até o final do ano. O próprio lançamento da moeda ocorrerá em meados de 2019”, disse Shcheltsin.

Segundo ele, o criptorublo foi desenvolvido como um análogo digital do rublo. Seus criadores pretendem fornecer a segurança de suas transações através de uma rede fechada de Blockchain. Vale ressaltar que a criptomoeda não será minerada.

“O criptorublo não será tão popular quanto o Bitcoin ou Ethereum, uma vez que não poderá ser minerado. Sua taxa em relação ao rublo será sempre estável, dessa forma, a mineração simplesmente não faria sentido, pois não teria como ser negociada na bolsa de valores. Ao mesmo tempo, o criptoruplo poderá ser verificado através dos nós”, afirmou o diretor da RACIB.  

Propõe-se que a dinheiro digital nacional seja utilizado na atração de investimentos estrangeiros em criptomoedas. Este será o único esquema legal para retirar fundos de criptomoedas em rublos, pois os câmbios de criptomoedas e corretoras serão proibidas. Ademais, o criptorublo poderá ser empregado nas compras públicas.

“Todas as despesas dos funcionários públicos serão registradas na Blockchain – será possível ver o caminho completo, do remetente ao destinatário do dinheiro. Isso ajudará a aumentar a eficiência das despesas do orçamento do estado”, acredita Shcheltsin.

Lembramoos que no início de 2018, um dos assessores de Vladimir Putin afirmou que o criptorublo ajudará a limitar o impacto das sanções internacionais sobre a economia russa.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Publicidade

Publicidade

Leave a Comment