A startup Paxos introduziu uma nova stablecoin, a Pixos Standard, cujo valor é vinculado ao dólar dos EUA.

A equipe da carteira de hardware Ledger adicionará suporte para novas stablecoins, e integrará o Tether (USDT) em todos os produtos da empresa. Isso foi relatado pela CoinDesk.

Atualmente, a stablecoin mais popular é suportada pelos populares dispositivos Nano S e Blue. No entanto, em breve, o token USDT pode ser integrado a um serviço de armazenamento de criptomoedas destinado a investidores institucionais.

O novo gerente de operações da Ledger na região da Ásia-Pacífico, Benjamin Soong, está confiante de que, apesar da recente volatilidade do Tether, essa stablecoin continua sendo popular.

“O fato único é que há demanda pelo USDT na China e na Coréia do Sul”, disse Soong.

Segundo ele, isto se deve, em grande parte, ao controle das autoridades sobre o movimento de capital. Os usuários desses países gostam das oportunidades oferecidas pela stablecoin vinculada ao dólar norte-americano. O gerente observou também que cerca de 30% das receitas de vendas de dispositivos da Ledger vêm dos mercados asiáticos.

Além do USDT e do token DAI, do projeto MakerDAO, a Ledger logo adicionará suporte a outras steblecoins. Como parte do plano para o desenvolvimento da direção de custódia, até o final do ano, a empresa planeja adicionar suporte para cerca de cem moedas diferentes.

Também hoje, dia 31 de outubro, foi anunciado que um novo escritório da Ledger será aberto em Hong Kong.