Maksim Zaslavskiy admite enganar investidores

O juiz distrital Paul Otken negou à gigante chinesa do comércio eletrônico, Alibaba Group Holdings, a proibição preliminar do uso de um nome similar pela Alibabacoin Foundation, uma empresa criptomonetária localizada em Dubai.

Publicado em 20 de novembro de 2018 por

Maksim Zaslavskiy, acusado de fraude na organização de duas Ofertas Iniciais de Moedas (ICO), que enfrenta até 37 meses de prisão de acordo com uma decisão judicial de abril, admitiu ter enganando investidores para atrair dinheiro. Isso foi relatado pela Bloomberg.

O empresário do Brooklyn disse que ele e seus associados deliberadamente enganaram cerca de mil investidores alegando que a criptomoeda REcoin era garantida por investimentos imobiliários em países em desenvolvimento. Durante a ICO, eles conseguiram levantar US$2,8 milhões.

Em agosto de 2017, ele lançou a segunda criptomoeda, a Diamond Reserve Coin, que supostamente seria garantida por diamantes.

“Até agora, não adquirimos nenhum imóvel… nem diamantes”, confirmou Zaslavskiy.

Em dezembro do ano passado, o réu se recusou a admitir sua culpa depois que a Securities and Exchange Commission (SEC) dos Estados Unidos apresentou as acusações.

O Ministério Público não especificou o montante total de perdas sofridas pelos investidores.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment