O sistema de pagamento internacional Mastercard apresentará a tecnologia do registro de transações B2B distribuído, que ajudará instituições financeiras e empresas a aumentar a velocidade e transparência dos pagamentos internacionais, bem como a reduzir seus custos.

O Escritório de Marcas e Patentes dos EUA analisará os pedidos arquivados pela gigante de pagamento Mastercard, nos quais a empresa se propõe a usar a tecnologia de registro distribuído para contabilizar os pagamentos dos consumidores. Isso foi relatado pela CoinDesk.

De acordo com a ideia da empresa, os registros das transações em andamento permitirão que as organizações criem um histório dos eventos que ocorrem durante a operação. A Blockchain deve simplificar o processo de registro, rastreamento de pedidos e monitoramento de compras em sistemas multisserviço.

“Os registros digitais são mais seguros e transparentes do que qualquer outro sistema, até mesmo aquele que seja orientado para uma variedade de tarefas. Eles são imutáveis e protegidos contra falsificações, o que pode aumentar ainda mais a confiabilidade dos dados”, explicou a empresa.

Lembramos que no final de agosto, a Mastercard anunciou que estava testando um novo serviço: transferências não monetárias através da tecnologia de tokenização.