Representantes do Departamento de Imposto de Renda da Índia visitaram, na quarta-feira, dia 13 de dezembro, nove das maiores corretoras de Bitcoin do país em uma investigação sobre possível evasões fiscais, informou o Press Trust of India (PTI).

O governo da Índia está pronto para legalizar a utilização de Bitcoin e de outras criptomoedas, mas apenas sob restrições estritas da indústria. Isso foi relatado pelo portal local New Indian Express.

“Há uma opinião geral de que as criptomoedas não podem ser consideradas completamente ilegais. Elas devem ser legalizadas sob supervisão estrita. A discussão continua. Teremos mais compreensão sobre este assunto no futuro próximo”, salientou um funcionário do governo que preferiu permanecer anônimo.

Formada pelo Ministro das Finanças da Índia, a Comissão para estudo das criptomoedas é da opinião de que o Bitcoin não pode ser proibido. Espera-se que a comissão prepare um novo relatório envolvendo essa questão até fevereiro de 2019.

“Também recebemos informações de representantes de corretoras de criptomoedas e discutiremos questões legais com o Ministro da Justiça. Esses são assuntos complexos”, adicionou o funcionário.

Vale ressaltar que em dezembro, durante reunião do G20, os líderes dos principais países participantes assinaram uma declaração final na qual notar a necessidade de regulamentar as criptomoedas – já que a Índia é um país membro do G20, quaisquer medidas envolvendo a indústria criptomonetária serão coordenadas com práticas internacionais.