nasa blockchain

O uso da blockchain e dos contratos inteligentes na indústria aeroespacial poderia garantir a confidencialidade e a segurança dos dados sobre voos. Isto é afirmado no artigo do Engenheiro Aéreo no Ames Research Center da NASA, Ronald Reisman.

Reisman, em seu texto, descreve como se interessou pelas capacidades da blockchain no contexto da ordem da Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos sobre a transição dos controladores de tráfego aéreo para o sistema ADS-B (vigilância dependente de transmissão automática) a partir do dia 1º de janeiro de 2020. O engenheiro da NASA explica:

“ADS-B não fornece total confidencialidade de informações sobre a identificação e localização das aeronaves, não leva em conta a possibilidade de sua substituição e mau funcionamento do serviço”.

Protótipo de blockchain apresentado para a NASA

Em conexão com a ameaça de espionagem industrial, bem como para proteger a vida do pessoal e a segurança da propriedade, Reisman apresentou um protótipo chamado Aviation Blockchain Infrastructure baseado em Hyperledger Fabric e contratos inteligentes. O artigo observa que:

“A solução permite controlar quais dados são transmitidos publicamente e quais estão disponíveis apenas para pessoas autorizadas. Por exemplo, informações gerais sobre o tipo de aeronave, destino e rota podem ser disponibilizadas publicamente, enquanto os dados sobre a altitude do vôo, velocidade e percurso atual podem ser transmitidos através de canais privados”.

De acordo com Ronald Reisman, a estrutura “parcialmente controlada” da blockchain permitirá que os sistemas ADS-B atendam e até excedam os níveis de privacidade fornecidos pelos sistemas de radar da NASA.

Lembramos que em julho, foram criados os projetos de blockchain AIKON e Hadron que usam a tecnologia de registro distribuído para processar dados do Telescópio Espacial Hubble.