Pantera Capital perde quase 50% dos ativos em março

A empresa de risco especializada em financiamento de empresas de Bitcoin e Blockchain, Pantera Capital, anunciou que seu fundo de ativos digitais perdeu quase metade de seus recursos durante o mês passado. A empresa informou isso em uma carta aos investidores

Publicado em 16 de Abril de 2018 por

A empresa de risco especializada em financiamento de empresas de Bitcoin e Blockchain, Pantera Capital, anunciou que seu fundo de ativos digitais perdeu quase metade de seus recursos durante o mês passado. A empresa informou isso em uma carta aos investidores, assim como informa a CNBC.

“Este foi um mês muito difícil para o fundo de ativos digitais e para toda a indústria. Somos parte de um mercado cuja volatilidade anual é de cerca de 100%, e este mês foi o pior em toda a história de 27 meses do nosso modelo”, escreveu Joey Krug, codiretor de investimento da Pantera Capital, em sua mensagem aos investidores.

Publicidade

Publicidade

A mensagem diz que, desde 1º de dezembro de 2017, o fundo de ativos digitais perdeu apenas 3,1% em relação ao Bitcoin, que no mesmo período caiu 37,4%. Ao mesmo tempo, apenas em março passado, os ativos da Pantera diminuíram em 45,7%.

“Tal resultado corresponde aproximadamente às nossas expectativas se levarmos em consideração os grandes movimentos no mercado em geral”, observou Krug.

Ao mesmo tempo, o Bitcoin caiu cerca de 34% entre 1 de março e 1 de abril – a Primeira Moeda começou o mês em um nível superior a US$10 mil, após o qual começou a deslizar suavemente para a área de US$6 mil em consequência às declarações de vários reguladores e aumento de vendas na véspera da temporada de impostos.

Publicidade

Publicidade

Note que 2017 foi um ano recorde para o Bitcoin: a moeda cresceu mais de 1300% e chegou a US$20 mil, o que ajudou o fundo Pantera Capital a aumentar seus ativos em cerca de 20 mil% até dezembro. A carta aos investidores também diz que, apesar de uma queda de quase 50%, o fundo ainda possui uma renda de mais de 10 mil% desde sua criação em 2013.

Além disso, transações em criptomoedas estão sujeitas a impostos sobre ganhos de capital, de modo que o Pantera e outros investidores atribuem a pressão atual dos preços a investidores que começam a ter consciência sobre suas obrigações tributárias“.

“Parte da pressão de vendas no mercado foi inadvertidamente causada por impostos. No ano passado, os ganhos de capital totalizaram US$300 bilhões. Isso poderia provocar uma parte significativa das vendas”, escreveu Dan Morehead, CEO da Pantera Capital, em uma mensagem.

Fora a impressionante queda do Bitcoin (de US$10 mil para US$6,8 mil, como dito anteriormente), as quedas nas taxas de ativos como Ethereum, Dash e Waves também provaram ser um dos principais fatores negativos, assim como explicado pela mensagem.

Ao mesmo tempo, representantes da Pantera anunciaram investimentos em um concorrente do Ethereum, mas observaram que ainda não podem divulgar o nome da empresa.

Como observa a CNBC, em uma carta semelhante no mês passado, Morehead também garantiu aos investidores que “ainda terão lucro, mesmo que o Bitcoin “entre em colapso” como aconteceu com o Pets.com na era dos dotcoms”.

“Se você tem um portfólio de IPOs, uma das quais é Pets.com, e outra é Amazon.com, não importa o que o restante delas seja. Você já tem uma excelente renda, escreveu Morehead na época.

No mês passado, a Pantera Capital, que administra ativos no valor de US$724 milhões, também anunciou o lançamento de um terceiro fundo de risco orientado para a Blockchain. A nova organização se concentraria em transações P2P, tecnologias financeiras, inteligência artificial e aprendizado automático.

Lembramos que em meados de fevereiro, a Pantera Capital investiu em Cypherium, uma plataforma híbrida de Blockchain. No ano passado, o fundo também começou a diversificar seus ativos, dando início à adição de algumas altcoins, sendo que por fim, ao fim de dezembro, Dan Morehead previu uma queda de 50% no preço do Bitcoin.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment