Parity: US$150 milhões congelados em Ethereum podem ser desbloqueados após hardfork

O CEO e cofundador da Parity Technologies, Jutta Steiner, afirmou que os US$150 milhões congelados em Ethereum podem ser desbloqueados como parte do hardfork planejado da rede em 4-6 meses.

Publicado em 6 de dezembro de 2017 por

O CEO e cofundador da Parity Technologies, Jutta Steiner, afirmou que os US$150 milhões congelados em Ethereum podem ser desbloqueados como parte do hardfork planejado para ocorrer na rede entre 4-6 meses. Isso é relatado pela TechCrunch.

“Tudo aconteceu por conta de uma vulnerabilidade na biblioteca que controla a lógica das carteiras. As ferramentas necessárias eram inadequadas naquela época, e ainda não descobrimos o que fazer com tais erros. Desta forma, este erro não entrou na categoria dos críticos”, disse Steiner durante o evento Disrupt Berlin da TechCrunch.

Publicidade

Publicidade

Segundo o cofundador da Parity Technologies, Gavin Wood, os ativos congelados não estão ameaçados no momento: eles simplesmente se transformaram em fundos armazenados a longo prazo“.

Lembramos que em 11 de novembro, fundos de alguns startups de Blockchain atraídos durante a ICO foram congelados após a remoção do código “acidental” em um contrato inteligente de uma carteira com uma assinatura múltipla da Parity Technologies.

A startup Polkadot do fundador da Parity, Gavin Wood, também foi afetada. Lançando uma venda de tokens em meados de outubro, o projeto acabou arrecadando US$145 milhões, contudo, fundos em Ether equivalentes a US$98 milhões foram congelados nas carteiras da Parity.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment