Pavel Durov inicia coleta de informações sobre métodos de bloqueio do Telegram

O criador da rede social Telegram, Pavel Durov, agradeceu aos russos por participarem da ação com o lançamento de aviões de papel em apoio à Internet livre e decidiu realizar sua próxima ação às 19:00h do horário de Moscou neste domingo, 29 de abril.

Publicado em 24 de Abril de 2018 por

O criador da rede social Telegram, Pavel Durov, agradeceu aos russos por participarem da ação com o lançamento de aviões de papel em apoio à Internet livre e decidiu realizar sua próxima ação às 19:00h do horário de Moscou neste domingo, 29 de abril.

Pavel Durov inicia coleta de informações sobre métodos de bloqueio do Telegram. BTCSoul.com

Publicidade

Publicidade

Segundo Durov, se os serviços especiais receberem chaves criptográficas, eles poderão ler a correspondência dos usuários de forma incontrolável no messenger, o que reduzirá a segurança da sociedade em geral.

A este respeito, ele pediu que os usuários enviassem informações sobre “motivos, planos e métodos de bloqueio” a um endereço especial de e-mail.

“Nenhum país desenvolvido bloqueia messengers por se recusarem a fornecer chaves criptográficas aos serviços secretos. A abolição do direito à confidencialidade é um remédio mais perigoso que a própria doença”, enfatizou Pavel Durov.

Publicidade

Publicidade

Lembramos que a partir de 16 de abril, Roskomnadzor começou a bloquear o Telegram no território da Rússia por decisão do Tribunal Distrital Tagansky de Moscou. Como resultado, o acesso aos serviços de nuvem mais populares foi restrito durante a semana passada, o que levou a falhas no trabalho de outros sites e serviços.

Em 22 de abril, Durov pediu à comunidade para apoiar o Telegram lançando aviões de papel. A ação foi apoiada por moradores das maiores cidades da Rússia.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment