Pesquisa: devido a altos riscos, apenas 2% dos americanos investiram em Bitcoin

A IFinex Inc. (Operadora da bolsa de Bitcoin Bitfinex) e a Tether Ltd. disseram que o banco americano Wells Fargo parou de pagar as transações de saída de suas unidades financeiras de Taiwan

Publicado em 30 de julho de 2018 por

Apenas 2% dos residentes dos EUA possuem Bitcoin. Isto foi evidenciado pelos resultados de uma pesquisa da empresa financeira Wells Fargo e do Gallup, um instituto de opinião pública.

O nível de conscientização da indústria criptomonetária entre a população americana é bastante alto: 96% dos entrevistados conhecem o Bitcoin.

Uma pesquisa entre 1.921 cidadãos, no entanto, mostrou que 26% dos moradores estão interessados em investir em Bitcoin, mas não planejam fazê-lo no futuro próximo. 72% dos entrevistados não estão nem sequer interessados nesta direção do investimento. Menos de 0,5% pensa seriamente em investir em criptomoedas no futuro.

De acordo com a pesquisa, a opinião generalizada sobre a insegurança de tais investimentos é o que impede que os americanos invistam em Bitcoins: 75% dos entrevistados disseram considerar o Bitcoin de extremo risco e 23% o acham um ativo de médio risco. Apenas 0,5% não vê nenhum perigo.

O Bitcoin é mais popular entre os homens. Assim, 3% dos detentores pesquisados de criptomoedas entre 18 e 49 anos eram homens e apenas 1% representava mulheres. Apenas 1% dos entrevistados com mais de 50 anos afirmaram ter Bitcoins.

Num contexto semelhante, lembramos que anteriormente divulgamos uma pesquisa segundo a qual cerca de meio milhão (5%) dos habitantes da província canadense de Ontário são detentores de Bitcoin ou outros criptoativos. É possível ler mais sobre isso aqui.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment