Placas de mineração são excluídas de lista de prioridade da Nvidia

A fabricante Nvidia, de placas de vídeo, está se preparando para lançar uma solução especial para mineração – o acelerador Inno3D P102-100, análogo à GeForce GTX 1080 Ti.

Publicado em 24 de agosto de 2018 por

A Nvidia, empresa líder em fabricação de placas de vídeo, anunciou sua decisão de parar de focar no Bitcoin e em criptomoedas, ressaltando o fator do baixo rendimento como o motivo para isso.

A CFD da Nvidia, Colette, Kress, notou, em particular, que ao fim de 2018, a companhia não espera que as vendas cresçam neste segmento.

“Acreditamos que alcançamos o período normal e não nos apoiaremos nas criptomoedas no futuro. Esperávamos que os lucros relacionados a criptomoedas caíssem cerca de US$100 milhões, mas esse valor foi de US$18 milhões. No futuro, as receitas deste segmento serão insignificantes”, ela apontou.

O CEO da Nvidia, Huang Jenshun, também notou que a lucratividade das placas de mineração produzidas pela companhia está decrescendo devido ao declínio do mercado.

Vale notar, neste contexto, que as principais áreas de negócio da Nvidia estão mostrando resultados sólidos: no segundo trimestre deste ano, as vendas da companhia no setor de jogos cresceu em 52%, para US$1,8 bilhão, sendo que a receita de Data Centers cresceu em 83%, para US$760 milhões.

Por fim, lembramos que anteriormente, a Nvidia apelou a alguns revendedores europeus para que tomassem medidas e limitassem as vendas de placas de vídeo em alta demanda entre os mineradores, já que, segundo a empresa, isso permitiria evitar déficits no mercado. É possível ler mais sobre isso aqui.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment