Plataforma ShapeShift adquire startup Bitfract

A plataforma de troca instantânea de ativos de criptografia ShapeShift anunciou o encerramento de suas atividades em Washington, EUA.

Publicado em 9 de agosto de 2018 por

A ShapeShift, plataforma para troca instantânea de ativos criptomonetários, adquiriu a startup Bitfract, que desenvolve ferramentas para troca mais eficiente de criptomoedas. Isso foi relatado pela CoinDesk.

Desenvolvedores da Bitfract criaram uma solução que permite trocar Bitcoins por “dezenas de ativos criptomonetários em uma única transação”. A ferramenta permite que cripto-investidores criem, de maneira rápida e fácil, uma carteira de ativos digitais sem fazer muitas transações.

“Esta foi uma demonstração de uma excelente estratégia e pensamento. O desempenho deles foi tão excepcional que queríamos atrair sua talentosa equipe e a tecnologia”, apontou Eric Voorhees, CEO da ShapeShift.

A Bitfract permite que os investidores escolham a porcentagem que desejam colocar em diferentes ativos e, em seguida, enviem fundos para os endereços apropriados, fazendo apenas uma transação de Bitcoin.

De acordo com os desenvolvedores, o novo serviço pode ser útil para investidores de criptomoedas que desejem economizar tempo e reduzir as taxas de transação ao criar uma carteira de ativos digitais, além de reequilibrá-la. Além disso, de acordo com os criadores da Bitfract, a nova solução, em certa medida, libera os cripto-investidores da necessidade de usar plataformas centralizadas de negociação.

A equipe da ShapeShift pretende deixar o produto da Bitfract em sua forma atual, integrando seu mecanismo à plataforma.

Ainda em menção à ShapeShift, lembramos que no mês passado, a plataforma adicionou suporte ao Binance Coin, que à época, ocupava o 17º lugar na lista de ativos digitais da CoinMarketCap.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment