Polícia de Imigração e Alfândega dos EUA anunciam crescente popularidade de criptomoedas entre criminosos

Organizações criminosas cada vez mais estão usando criptomoedas para lavagem de dinheiro e outras atividades ilegais, afirmou Matthew Allen, oficial da Polícia de Imigração e Alfândega dos EUA (ICE).

Publicado em 1 de dezembro de 2017 por

Organizações criminosas cada vez mais estão usando criptomoedas para lavagem de dinheiro e outras atividades ilegais, afirmou Matthew Allen, oficial da Polícia de Imigração e Alfândega dos EUA (ICE).

A exploração do trabalho infantil, o tráfico de drogas, o comércio ilegal de armas e a violação dos direitos de propriedade são exempleos de áreas em que os cibercriminosos estão começando a utilizar criptomoedas ativamente, o agente especial da ICE alegou durante um testemunho no Comitê de Justiça do Senado dos EUA.

Publicidade

Publicidade

“Durante as investigações, os agentes do Ministério da Segurança Interna (HSI) encontram dinheiro virtual constantemente, incluindo novas criptomoedas de maior anonimato (AEC). Essas últimas são projetadas para ocultar informações sobre transações e estão ganhando popularidade entre organizações criminosas internacionais”, disse Allen.     

Segundo ele, atualmente, as criptomoedas tornaram-se um dos métodos mais populares de ocultação de ganhos ilegais. “Além disso, algumas Exchanges e plataformas de câmbio estão desenvolvendo serviços especiais que anonimizam os endereços das carteiras de criptomoedas, o que torna ainda mais difícil identificar as pessoas responsáveis por determinadas transações”, acrescentou Allen.

No entanto, o departamento já fez um progresso nesta área. Assim, de acordo com Allen, em novembro de 2016, um residente de Utah, Aaron Shamo, que alegadamente liderou uma oficina subterrânea para a produção de Xanax e fentanil, foi preso. Naquela ocasião, os agentes da HSI confiscaram cerca de US$2,5 milhões em Bitcoins.

Publicidade

Publicidade

Em julho deste ano, um residente da Pensilvânia, Henry Coffey, também acusado de produção de fentanil, foi preso. Agentes da lei pegaram US$154 mil dele. Segundo Allen, Coffey vendeu quase oito mil doses da droga, e “a maioria delas foi paga em Bitcoins”.

Lembramos que neste verão, o diretor da Inteligência Nacional dos EUA Daniel Coats assumiu que Bitcoins são usados por grupos terroristas e outros criminosos.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment