San Marino pode inesperadamente tornar-se um dos centros de Blockchain do mundo depois que o Instituto de Inovação, baseado neste microestado europeu, anunciou uma parceria com a empresa financeira Polybius.

San Marino pode inesperadamente tornar-se um dos centros de Blockchain do mundo depois que o Instituto de Inovação, baseado neste microestado europeu, anunciou uma parceria com a empresa financeira Polybius. Isso foi relatado pelo The BanklessTime.

No âmbito da parceria, foi criado um empreendimento conjunto que criará um ecossistema para a inovação de Blockchain, de acordo com a legislação de San Marino.

“O governo da República expressou seu desejo de liderar esse processo de transformação e tem tudo o que é necessário para promover inovações digitais por meio da legislação constitucional progressiva e de uma jurisdição favorável ao desenvolvimento da infraestrutura de Blockchain”, afirmou o presidente executivo do Instituto de Inovação, Sergio Mottola.

Em particular, a parceria permitirá que San Marino use a tecnologia de identificação digital desenvolvida pela Polybius para criar avançados mecanismos de autenticação e verificação de usuários.

Vale notar, no entanto, que Sergio Mottola é bastante cético sobre criptomoedas como um instrumento de investimento de longo prazo.

“Não estamos interessados em ofertas de mercado de curto prazo que enfatizem a especulação abundante no atual mundo das criptomoedas. Estamos mais interessados no potencial revolucionário da tecnologia subjacente de Blockchain, que, como esperamos, terá um impacto na economia mundial ainda maior do que o da Internet”, acrescentou ele.

Enquanto isso, o secretário de Estado para o desenvolvimento econômico de San Marino, Andrea Zafferani, está convencido de que, graças à parceria com a Polybius, a república desenvolverá o regime regulatório mais favorável que lhe permitirá tornar-se um dos líderes mundiais no campo das tecnologias de Blockchain.

Lembramos que em março de 2017, foi feita uma apresentação do projeto de Blockchain Polybius, concebido para se tornar um link para todos os intermediários trabalhando com pagamentos pela Internet. No mesmo ano, o projeto atraiu US$31 milhões  durante uma ICO.