Jason Roy, diretor da equipe de operações de opções binárias do Administrador de Valores Mobiliários (CSA), declarou que a agência está em negociações com a corporação de tecnologia do Google a respeito de uma possível proibição da publicidade relacionado ao Bitcoin e ICOs.

A maior empresa de energia do Canadá, a Hydro-Quebec, anunciou a revisão de sua estratégia comercial, depois que o número de aplicações para a implantação de centros de mineração na província de Quebec ultrapassou 70 em pouco mais de uma semana. Isso é relatado pela Reuters.

“Todos os dias recebemos dezenas de aplicações. Isso nos obrigou a esboçar claramente nossa estratégia. Não poderemos fornecer energia a todos esses projetos. A situação está se desenvolvendo muito rapidamente, portanto, devemos ser prudentes”, afirmou o representante da Hydro-Quebec, Mark-Antoine Poullier.

Vale ressaltar que o Quebec está atraindo cada vez mais a atenção de organizações de mineração em todo o mundo, especialmente da China, onde o governo está tentando ativamente restringir a produção de criptomoedas. Como relatado anteriormente, mineradores chineses começaram a deixar o paísа sob pressão das autoridades.

Em particular, o maior produtor mundial de equipamentos de mineração, Bitmain, anunciou anteriormente que está considerando abrir um centro de dados em Quebec. O gigante chinês da indústria de mineração já iniciou negociações com os departamentos locais de energia.

De acordo com a Hydro-Quebec, o excesso de eletricidade na província é de cerca de 100 terawatt-hora para os próximos 10 anos – para fornecer uma base de comparação, um terawatt-hora é suficiente para fornecer energia para 60 mil casas ao longo do ano.

Além disso, a falta de instalações equipadas forçou os empresários a desmembrarem seus projetos e colocá-los em edifícios separados, acrescentou o diretor da KPMG Canadá.

“Esta é apenas a ponta do iceberg. Apenas uma pequena parte dos requerentes enviaram pedidos à Hydro-Quebec até agora”, acrescentou ele.