Apesar das anteriores declarações por parte da administração do Twitter sobre a intenção de "resolver" a questão das contas fraudulentas, a popular rede social ainda não conseguiu fazê-lo. As recentes mensagens com a promessa de uma recompensa monetária sólida – desta vez assinadas pelo fundador da Telegram, Pavel Durov – servem como uma prova disso.

A cada dia, um esquema fraudulento no Twitter prometendo aos investidores aumento de lucros e tokens ETH gratuitos, traz para os criminosos um lucro de US$50 mil a US$100 mil. Isso foi anunciado pelo organizador de uma destas fraudes em uma entrevista com o evangelista criptomonetário e dono de um canal no YouTube sobre negociação, Adam Guerbuez.

De acordo com o scammer, nos bastidores do esquema, há um grupo pequeno de pessoas, cuja única tarefa é retirar dinheiro manualmente – a maioria dos processos é executada automaticamente pelos bots.

O fraudador criptomonetário também observou que, devido à inutilidade, a equipe não compra mais contas verificadas no Twitter para ganhar a confiança das vítimas. Ele acrescentou que antigamente, o custo de uma página verificada na rede social era de algo entre US$100 a US$1 mil.

“Os que querem dinheiro fácil enviam Ethereum para qualquer conta criada por nós. Eles nem sequer se incomodam com a verificação, embora tenhamos assumido o oposto. Eles estão tão empolgados com a possibilidade de receber dinheiro do nada e multiplicar seus fundos criptomonetários”, explicou o fraudador.

Vale notar que o scammer não forneceu nenhuma evidência de suas palavras durante a entrevista.

Num contexto similar, lembramos que anteriormente informamos que um milionário finlandês perdeu 5,5 mil BTC em um esquema fraudulento.