Robert Shiller: Bitcoin é um “fenômeno social extraordinário”

Tirando a economia dos colchetes, o Bitcoin é "um fenômeno social extraordinário", disse o premiado Nobel de economia e um dos críticos mais fervorosos das criptomoedas, Robert Shiller, em entrevista à Bloomberg.

Publicado em 27 de junho de 2018 por

Tirando a economia dos colchetes, o Bitcoin é “um fenômeno social extraordinário”, disse o premiado Nobel de economia e um dos críticos mais fervorosos das criptomoedas, Robert Shiller, em entrevista à Bloomberg.

“A Costa Leste está mais envolvida nesta indústria que o Ocidente. O Vale do Silício está totalmente envolvido”, acredita Shiller.

Em sua opinião, a julgar pela clara demografia do Bitcoin, sua popularidade não é reduzida a “uma resposta racional aos novos fluxos de informação”.

“Este é um movimento social. É uma epidemia de entusiasmo. É uma bolha especulativa, mas isso não significa que o preço do Bitcoin cairá a zero”, afirmou o economista.

O estado de bolha, de acordo com Shiller, não compromete a capacidade da criptomoeda de se recuperar várias vezes, mesmo caso ela estoure. Ele mencionou a “famosa” queda no custo do Bitcoin em 87% em novembro de 2013, bem como seus notórios altos e baixos desde então.

“Você sabe o que está acontecendo dentro do seu laptop? Há milhões de interessantes histórias sobre brilhantes dispositivos de engenharia, mas não ouvimos sobre eles. Isso é porque eles não fazem parte da bolha”, o cientista está convencido.

Lembre-se de que anteriormente, Robert Shiller disse que as criptomoedas não são a primeira tentativa de mudar o formato existente de dinheiro, expressando ainda que todas as tentativas anteriores terminaram em completo fracasso.

Opinião

Não é porque uma coisa não deu certo que as outras todas estão fadadas a fracassar, isso serve para quase todas as situações da vida, #ficaadica.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment