SEC multa Mayweather em US$614 mil por promoção de ICO

A Securities and Exchange Commission (SEC) suspendeu a Oferta Inicial de Moedas (ICO) do projeto criptomonetário Centra Tech, que já foi promovido pelo múltiplo campeão mundial de boxe, Floyd Mayweather.

Publicado em 30 de novembro de 2018 por

A Securities and Exchange Commission dos EUA (SEC) multou o famoso boxeador americano Floyd Mayweather e o produtor musical DJ Khaled por promover a ICO da Centra Tech nas redes sociais. A agência descobriu que as celebridades esconderam o fato de que os organizadores os pagavam por promover os tokens. Isso foi relatado no comunicado de imprensa oficial do departamento.

Mayweather e DJ Khaled não admitiram e não refutaram as acusações da SEC, mas concordaram em pagar a renda recebida ilegalmente, uma multa e juros. Para Mayweather, o valor total foi de US$614.775, sendo que para o DJ Khaled, o valor foi de US$152.725. Vale notar que, além da Centra Tech, Mayweather promoveu outros dois projetos de ICO.

Mayweather também foi proibido de anunciar quaisquer valores mobiliários por três anos, e DJ Khaled, por dois.

Vale ressaltar que em dezembro do ano passado, uma ação coletiva foi apresentada contra os organizadores do projeto Centra Tech por violar a lei dos EUA sobre valores mobiliários. Em abril, a SEC suspendeu a venda de tokens, acusando a empresa de organizar uma ICO fraudulenta e apropriar-se indevidamente de US$32 milhões.

Posteriormente, o Tribunal da Flórida forneceu evidências de que os tokens CTR atenderam a todos os critérios para serem classificados como “contratos de investimento” de acordo com o teste de Howey.

Por fim, em outubro, os investidores entraram com outro processo, desta vez contra o próprio Mayweather.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment