Tribunal de Nova York rejeita processo de Alibaba contra criadores da criptomoeda Alibabacoin

O juiz distrital Paul Otken negou à gigante chinesa do comércio eletrônico, Alibaba Group Holdings, a proibição preliminar do uso de um nome similar pela Alibabacoin Foundation, uma empresa criptomonetária localizada em Dubai.

Publicado em 2 de Maio de 2018 por

O juiz distrital Paul Otken negou à gigante chinesa do comércio eletrônico, Alibaba Group Holdings, a proibição preliminar do uso de um nome similar pela Alibabacoin Foundation, uma empresa criptomonetária localizada em Dubai. Isto foi relatado pela Reuters.

O principal argumento do juiz é que a Alibaba Corporation não foi capaz de demonstrar que tem jurisdição em Manhattan, tampouco de fornecer provas da “probabilidade permissível” que os sites da Alibabacoin foram usados para realizar quaisquer transações com clientes em Nova York.

O juiz reconheceu como insignificante o fato de que a Alibabacoin pode, no futuro, aparecer na listagem das bolsas digitais americanas, e de que uma empresa de Nova York está hospedando um dos sites da empresa.

Otken acrescentou que qualquer dano potencial aos negócios e reputação causado pela alegada violação dos direitos sobre a marca, se infligida, aconteceu mais provavelmente exclusivamente na China, onde o varejista on-line é baseado. Advogados da gigante chinesa alegaram que o Alibabacoin está prejudicando os negócios da Alibaba nos EUA e enganando os clientes, violando as leis federais e distritais.

Otken também cancelou a ordem provisória de suspensão das atividades da Alibabacoin, assinado em 2 de abril pelo juiz Kimba Wood. No entanto, a Alibaba agora tem outra tentativa de provar que o caso deve ser considerado no distrito de Manhattan.

Por sua vez, os advogados da Alibabacoin, também conhecida como ABBC Foundation, disseram que a empresa não planejava “explorar” o nome de outros. Além disso, segundo eles, a proibição da realização de Ofertas Iniciais de Moedas na China, que entrou em vigor em setembro do ano passado, deveria automaticamente dissipar quaisquer dúvidas de potenciais clientes em relação a qualquer conexão entre Alibabacoin e Alibaba.

Lembramos que no início de abril, a corporação chinesa Alibaba entrou com uma ação contra os criadores da criptomoeda Alibabacoin, alegando que o projeto

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment