Tribunal proíbe retomada de operações da VitGral

Na quarta-feira, 2 de maio, a corretora italiana de criptomoedas, BitGrail, anunciou a suspensão de seus suspenso. Vale ressaltar que anteriormente, a plataforma havia retomado suas operações apenas um dia antes.

Publicado em 24 de Maio de 2018 por

A corretora italiana BitGrail não poderá retomar as operações por enquanto, apesar dos esforços feitos por seus criadores. Isso foi relatado pela CCN.

Como observa o jornal, no dia 17 de maio, o tribunal de Florença confirmou a decisão preliminar que proibia a plataforma de negociar. Note que atualmente a plataforma está em processo de falência.

A decisão foi tomada em conformidade com o pedido da empresa jurídica BonelliErede, que agiu em nome de 3 mil usuários da BitGrail que tentavam recuperar seus fundos.

O fundador da plataforma de negociação, Francesco, The Bomber, Firano, culpa os desenvolvedores que permitiram uma vulnerabilidade no protocolo Nano, a qual propiciou invasores a retirarem fundos da BitGrail.

Por sua vez, representantes da Fundação Nano disseram ter “fortes evidências” de que o roubo de fundos foi possível devido a uma vulnerabilidade no software da BitGrail. Além disso, a organização lançou uma fundação para ajudar as vítimas de hackers a devolverem seus fundos.

De acordo com representantes da BonelliErede, o tribunal decidiu confiscar os ativos restantes da bolsa e nomear administradores especiais para monitorá-los.

Lembre-se de que no início deste ano, um dos maiores furtos na história das criptomoedas ocorreu como resultado da invasão da plataforma Coincheck, à época, usuários da plataforma perderam mais de meio bilhão de dólares em NEM.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment