Venezuela procura transformar Petro em principal criptomoeda da OPEP

O presidente da Venezuela, Nicholas Maduro, convocou os dez países que participam da aliança socialista da América Latina e do Caribe (ALBA) a unirem esforços na questão da criptomoeda "petrolífera" El Petro.

Publicado em 9 de novembro de 2018 por

O ministro do Petróleo da Venezuela e chefe da empresa estatal PDVSA, Manuel Quevedo, anunciou que em 2019, a Venezuela transformará o Petro na “principal moeda digital da OPEP”.

Em um de seus vídeos, o ministro, que no passado foi general da Guarda Nacional, diz que o Petro se tornará a base para assentamentos em transações com “ouro preto”.

“O Petro se tornará a moeda digital para transações com petróleo em escala global. Vamos apresentá-lo à Organização dos Países Exportadores de Petróleo”, disse o funcionário.

Segundo a agência de notícias cubana Prensa Latina, as autoridades venezuelanas planejam lançar o Petro no mercado mundial no primeiro trimestre do próximo ano. Quevedo está convencido de que isso não só ajudará a melhorar o estado da economia do país, mas também tem “certeza absoluta” de que garantirá seu crescimento e prosperidade.

“Combustível para aviões e navios, vamos vender tudo isso por Petro. É a moeda da Venezuela”, salientou a agência Xinhua, citando o ministro.

Lembramos que recentemente, tornou-se conhecido que vários bancos venezuelanos começaram a exibir os saldos das contas dos usuários em Petro.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment