abn amro criptomoeda wallet carteira

O gigante holandês de serviços financeiros ABN AMRO está testando a ideia de lançar sua própria carteira de criptomoedas, a Wallie.

Mensagens postadas no Twitter oficial do banco confirmaram rumores de que banco atualmente está testando sua carteira de criptomoedas com o nome de código “Wallie”. Os testes estão sendo realizados com 500 clientes e serão seguidos por um desenvolvimento adicional e, eventualmente, uma implementação.

Embora a identidade dos usuários do teste continue sendo um segredo bem guardado, e nenhuns detalhes adicionais foram divulgados sobre a Wallie, o banco tem falado abertamente sobre seu desejo de se envolver em fornecer serviços criptomonetários quando questionado sobre o assunto no Twitter.

Em resposta a uma pergunta de um usuário do Twitter perguntando se a Wallie é um projeto genuíno do ABN, o banco respondeu:

Tradução: “Oi! Sim! Você recebeu esta mensagem? Atualmente, estamos realizando um teste com 500 clientes. 🙂 ^ Roeland

A resposta incluia uma captura de tela que parecia mostrar como era a interface do usuário da carteira Wallie, incluindo funções básicas como enviar, receber, ver saldo e endereços.

wallie abn amro criptomoedas

A incursão do ABN na terra de criptomoedas vai além da Wallie

Recentemente, o ABN tem sido muito aberto sobre seu interesse em criptomoedas em suas contas de mídia social, o que contradiz a abordagem um tanto cautelosa a criptomoedas, adotada pelas autoridades na Holanda.

Anteriormente, o ABN afirmou que tem interesse em prestar serviços criptomonetários porque sua pesquisa mostra que “cada vez mais” clientes estão investindo em criptomoedas e têm a segurança como uma de suas principais preocupações. De acordo com o banco, ele pretende tornar-se “um parceiro confiável” na prestação de serviços criptomonetários para seus clientes.

Hoje mais cedo, em resposta a um tweet especulando sobre o papel pretendido pelo ABN na economia de criptomoedas, o banco twittou:

Tradução: “Oi Sagar, no momento, estamos principalmente investigando e analisando qual o papel que podemos desempenhar na economia de criptomoedas. Ao fazer isso, temos muitas consultas com a AFM e o DNB para estabelecer juntos o que é importante para os consumidores”.

A AFM e o DNB referidos no tweet são a Autoridade dos Países Baixos para os Mercados Financeiros e o De Nederlandsche Bank (o banco central holandês), que são os dois reguladores responsáveis pelo espaço de criptomoedas na Holanda.

Possível incorporação da Wallie no aplicativo móvel atual

De acordo com fontes holandesas atualmente não verificadas, a versão beta da Wallie atualmente sendo testada aparentemente incorpora suporte para o aplicativo móvel do ABN, o que potencialmente levanta uma série de questões interessantes sobre se o ABN pretende disponibilizar troca de criptomoedas por fiat ou se está de acordo com a política declarada da AFN de acabar com transações anônimas de Bitcoin.

No momento, além do escrito acima, não se sabe muita coisa sobre os planos futuros do ABN em relação à Wallie e sua expansão para o espaço de criptomoesas. Perguntas sobre as especificações técnicas da carteira e seu nível de desenvolvimento provavelmente permanecerão sem resposta por enquanto. Tudo o que se sabe é que um dos maiores bancos do mundo está mergulhando no mundo de criptomoedas, e isso é emocionante.

E esse tipo de desenvolvimento vai além de apenas o ABN AMRO da Holanda. Conforme havíamos noticiado em 2018, a União Européia também criou seu próprio consórcio com os maiores bancos para entrar de cabeça na tecnologia de blockchain.