Assessor russo novamente fala a favor de rublo criptográfico

O projeto de lei sobre ativos financeiros digitais foi submetido à Duma do Estado, que define criptomoedas e tokens como propriedade, mas proíbe seu uso como meios de pagamentos. O documento sob a autoria dos deputados Anatoly Aksakov, Igor Divinsky, Oleg Nikolayev e do senador Nikolai Zhuravlev foi publicado no banco de dados da baixa câmara do parlamento.  

Publicado em 8 de outubro de 2018 por

As tecnologias modernas, incluindo a Blockchain, acelerarão o processo de emissão da criptomoeda nacional da Rússia. Essa opinião foi expressa por Sergei Glazyev, economista e assessor do presidente russo e relatada pelo TASS.

No entanto, ele acrescentou que até agora não houve nenhum progresso na criação do rublo criptográfico.

“Não há soluções ainda, mas do ponto de vista do software de hardware existente, isso pode ser feito muito rapidamente”, salientou o assessor do presidente da Federação Russa.

Anteriormente, Sergei Glazyev afirmou que o cripto-rublo ajudaria a limitar o impacto das sanções internacionais sobre a economia do país.

Uma ativa discussão de representantes do governo russo sobre a criação de uma criptomoeda nacional foi observada no ano passado. Naquela época, Igor Shuvalov, o ex-vice-primeiro-ministro russo, dizia que estava a favor da ideia.

Em setembro de 2017, surgiram informações de que o Ministério do Desenvolvimento Econômico da Federação Russa estava trabalhando para criar uma criptomoeda nacional. Um mês depois, o então ministro das Comunicações e Comunicação de Massa, Nikolai Nikiforov, disse que a ideia de um rublo criptográfico seria implementada sob as instruções diretas do presidente da Federação Russa. Porém, desde então, os funcionários do governo não relataram nenhum progresso nessa área.

Em 2018, os sentimentos dos funcionários mudaram um pouco. Em particular, o ex-assessor do presidente, German Klimenko, expressou a opinião de que a criação do cripto-rublo não é apropriada, porque neste caso, todos os custos de transação terão que ser pagos pelos consumidores.

Além disso, em várias entrevistas, Dmitry Peskov, representante especial do presidente da Federação Russa sobre questões de desenvolvimento digital e tecnológico, afirmou repetidamente que a criptomoedas trazem riscos. Em setembro, ele comparou as moedas digitais à MMM (uma pirâmide financeira russa dos anos 90).

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment