Autoridades chinesas proíbem atividades criptomonetárias na zona de desenvolvimento de Guangzhou

Hoje, dia 12 de abril, a polícia chinesa subitamente interrompeu a Fintech & Blockchain China Summit 2018, uma conferência de um dia realizada em Xangai, organizada pela PTP International.

Publicado em 31 de agosto de 2018 por

Autoridades chinesas proibiram a realização de eventos promocionais dedicados à indústria criptomonetária na zona de desenvolvimento técnico e econômico de Guangzhou. Isso foi relatado pelo South China Morning Post com referências à mídia local.

Segundo o governo, essas medidas visam “manter a segurança e a estabilidade do sistema financeiro da região”.

Vale notar que a proibição de realizar eventos criptomonetários em edifícios de escritórios, hotéis e centros comerciais foi introduzida pela primeira vez em 17 de agosto pelas autoridades de Chaoyang, na província de Liaoning.

Essas ações são evidência de uma atitude abertamente hostil das autoridades chinesas em relação à indústria criptomonetária.

Na semana passada, vários meios de comunicação locais publicaram informações de que os reguladores financeiros pretendem bloquear o acesso a 124 plataformas criptomonetárias estrangeiras que prestam serviços aos moradores do país.

Corporações privadas também aderiram à rígida política na área de criptomoedas. O WeChat, por exemplo, desenvolvido pelo gigante tecnológico Tencent, bloqueou contas relacionadas à Blockchain e criptomoedas.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment