Baidu lança cópia dos “Crypto-kittens”

O maior mecanismo de pesquisa chinês, Baidu, lançou um novo serviço de Blockchain muito similar "Crypto-kittens" – a principal diferença do original é que os filhotes são oferecidos aos usuários para que eles os criem e depois os vendam.

Publicado em 6 de Fevereiro de 2018 por

O maior mecanismo de pesquisa chinês, Baidu, lançou um novo serviço de Blockchain muito similar “Crypto-kittens” – a principal diferença do original é que os filhotes são oferecidos aos usuários para que eles os criem e depois os vendam. Essa notícia foi veiculada pela Coindesk.

Cada animal de estimação digital no site chamado “Leci Gou” (provavelmente por referência à pronúncia de “Let’s Go”) possui “oito atributos de aparência, cada um dos quais detém dois tipos de propriedades – raro e comum”. A combinação dessas características determina a singularidade geral. Quase como em jogos de vídeo, os pets são divididos em “ordinário”, “raro”, “excepcional”, “épico”, “mítico” e “lendário”.

O preço do “Crypto-kittens” apresentado no site é diretamente proporcional à sua raridade. Os usuários com contas Baidu podem obter um “animal de estimação” inicial e 1000 pontos para uso no mercado.

Publicidade

Conforme indicado no site do projeto, o serviço é desenvolvido pela equipe de Blockchain interna do Baidu, que também faz parte do consórcio Hyperledger, fundado pela Linux Foundation. O projeto já está disponível para usuários, contudo, ainda se encontra na fase de testes.

Vale à pena lembrar que o aplicativo de jogo CryptoKitties, depois de menos de uma semana após seu lançamento tornou-se o mais popular da rede Ethereum. O interesse nos gatos virtuais acabou por ser tão grande que a rede começou a ficar sobrecarregada, como consequência disso, a ICO do projeto SophiaTX, por exemplo, teve de ser adiada por conta da febre dos pets.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment