O segundo maior operador de telecomunicações do mundo – e maior da Índia –, Jio Infocomm, lançará uma moeda criptográfica para programas de gerenciamento e fidelidade da cadeia de suprimentos, chamado JioCoin.

O Banco da Reserva da Índia (RBI) formou uma unidade para estudar novas tecnologias, incluindo Blockchain, criptomoedas e Inteligência Artificial. Isso foi relatado pelo The Economic Times com referência a uma fonte familiarizada com os planos do regulador.

Como observa o jornal, no futuro, o recém-criado grupo provavelmente estará envolvido no desenvolvimento de projetos de lei relacionados à tecnologia e monitorará a introdução de inovações no país. Comentários oficiais do RBI sobre este assunto ainda não foram divulgados.

Ainda no contexto de notícias sobre a Índia, lembramos que anteriormente, foram divulgadas informações de que, até setembro, a Suprema Corte da Índia emitirá um conjunto de leis que regulamentam a indústria criptomonetária. Um funcionário do Ministério das Finanças disse que não haverá uma proibição direta das criptomoedas nas regras futuras.

Apesar da incerteza quanto à regulação de criptomoedas na Índia, em julho, a corretora Huobi anunciou o lançamento de uma plataforma P2P para negociação de ativos digitais emparelhados com a rupia.