Bilionários de criptomoedas estão entre 1% das pessoas mais ricas do mundo

Publicado em 11 de Abril de 2018 por

De acordo com o banco suíço Credit Suisse, um por cento das pessoas mais ricas do mundo possui 50,1% da riqueza mundial. Além disso, até 2030, esse número pode aumentar para 64%. Ao mesmo tempo, 1% das pessoas mais ricas do mundo inclui bilionários de criptomoedas. Isso foi escrito pelo portal Bitcoinist.

Bilionários de criptomoedas estão entre 1% das pessoas mais ricas do mundo. BTCSoul.com

Publicidade

Publicidade

Números igualmente interessantes podem ser encontrados nas previsões do Parlamento da Grã-Bretanha.

“Depois de 2008, a fortuna de 1% das pessoas mais ricas aumentava em média 6% por ano, o que é muito mais rápido que o crescimento de 3% na renda dos 99% restantes da população mundial. Se isso continuar, a fortuna dos 1% mais ricos será de US$305 trilhões em comparação com os atuais US$140 trilhões”, a publicação cita o recente relatório dos parlamentares britânicos.

O relatório da Câmara dos Comuns observa que a alta taxa de crescimento da poupança entre os ricos é facilitada por seus investimentos em negócios, ações e outros ativos financeiros.

Publicidade

Publicidade

Dada a crescente popularidade das criptomoedas, é lógico supor que essa classe de ativos também esteja presente na lista de interesses dos habitantes mais ricos do planeta.

Assim, em janeiro, o site BitInfoCharts publicou informações sobre os novos milionários que surgiram como resultado do boom do Bitcoin em 2017.

“Não podemos dizer com certeza. Suponho que o valor varie entre 20 mil e 200 mil pessoas”, afirmou, naquela época, o representante do BitInfoCharts.

Isso pode significar que pelo menos uma parte da fortuna das 200 mil pessoas que estão entre os 1% mais ricos do mundo foi conquistada graças ao Bitcoin. Considerando que até 2030 o preço da criptomoeda pode crescer significativamente – aumentando tanto a riqueza em si quanto o número de milionários – é bem possível que os titulares de Bitcoins detenham uma significativa participação na porcentagem de pessoas que controlam dois terços da riqueza mundial.

De acordo com o site BitInfoCharts, um total de 424.407 BTC (US$2,9 bilhões na taxa de câmbio atual) são atualmente armazenados nas três maiores carteiras de Bitcoin:

  1. 3D2oetdNuZUqQHPJmcMDDHYoqkyNVsFk9r,
  2. 16rCmCmbuWDhPjWTrpQGaU3EPdZF7MTdUk,
  3. 3Cbq7aT1tY8kMxWLbitaG7yT6bPbKChq64).

Bilionários de criptomoedas estão entre 1% das pessoas mais ricas do mundo. BTCSoul.com

Em comparação, a fortuna do homem mais rico do mundo, o fundador da Amazon Jeff Bezos, está estimada em US$112 bilhões.

Há rumores de que algumas das maiores carteiras de Bitcoin e endereços estão sob controle do FBI, logicamente alguma delas percente ao misterioso criador do Bitcoin, Satoshi Nakamoto, e outras 10 grandes carteiras são de propriedade de corretoras de criptomoedas incluindo os irmãos Winklevoss que pessoalmente se encontram entre os maiores possuidores de Bitcoin da atualidade.

Vale notar que os investimentos em criptomoedas estão começando a atrair oligarcas já estabelecidos. Assim, o Bitcoin despertou interese da família dos Rockefellers, do bilionário George Soros e do príncipe herdeiro de Liechtenstein.

Lembramos que que em julho de 2017, o Professor de Economia da Universidade de Long Island, Panos Mordukatas, afirmou que o preço do Bitcoin está longe de seu valor limitante, e isso significa que “ouro digital” ainda tornará muitas pessoas milionárias.

Chrys

Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment