Um dos principais fabricantes mundiais de equipamentos para a mineração de criptomoedas, a Canaan Creative, que produz cerca de um quarto de todos as mineradoras ASIC, planeja conduzir uma Oferta Pública de Ações fora da China.

O segundo maior fabricante chinês de equipamentos para mineração de Bitcoin, a Canaan Creative, solicitou uma Oferta Pública Inicial (IPO) na Bolsa de Valores de Hong Kong (HKEX). Isto foi relatado pela CoinDesk.

A solicitação relevante foi submetida no dia 15 de maio, sendo que ainda a aprovação da HKEX é requerida. Dessa forma, nesse estágio, não é possível dizer o valor estimativo da empresa e quanto ela pretende atrair através da IPO.

Supõe-se que a Canaan Creative pretenda atrair cerca de US$1 bilhão, sendo que caso os planos da empresa sejam implementados, essa será a maior IPO da história da indústria criptomonetária.

A solicitação também indica a condição financeira da empresa: em 2017, seu lucro operacional foi de 1,3 bilhões de yuanes (US$204 milhões), o que representou um aumento de 3000% em comparação ao mesmo indicador em 2016.

O lucro líquido do ano passado foi de US$56 milhões, seis vezes mais que no ano anterior.

Representantes da Canaan Creative já haviam mencionado sua intenção de entrar no mercado de IPOs de Hong Kong antes, e como Jianping Kuhn, co-presidente da empresa, enfatizou em janeiro, a escolha da jurisdição estrangeira não está relacionada à proibição da realização de ICOs, de atividades de corretoras criptomonetárias, e tampouco à pressão imposta sobre os mineradores pelo governo chinês. Segundo ele, essa decisão foi principalmente influenciada pelo fato de que a listagem nas bolsas de valores da China leva muito tempo.