A Agência de Serviços Financeiros do Japão (FSA) começará a verificar o resto das corretoras de Bitcoin no país depois que a plataforma líder Coincheck foi roubada nesta sexta-feira e perdeu mais de meio bilhão de dólares em NEM.

Em 4 de junho, a americana Coinbase anunciou a abertura de uma filial no Japão, que promoverá a expansão da plataforma no país.

A empresa prometeu cumprir com todos os requisitos da Agência de Serviços Financeiros do Japão (FSA).

A Coinbase Japan será liderada por um membro do conselho da Japan Fintech Association e ex-COO da startup Money Design, Nao Kitazawa.

Fonte: Coinbase

Absolutamente todos os serviços da plataforma serão disponibilizados em japonês.

Lembre-se de que anteriormente, a Coinbase apresentou uma série de novos produtos para investidores institucionais, adquiriu a corretora descentralizada Paradex e anunciou o rebranding da GDAX.