CoinMarketCap considera possibilidade de introduzir votação para adição de novos projetos

Na segunda-feira, 8 de janeiro, a CoinMarketCap excluiu dados de Exchanges sul-coreanas dos cálculos das taxas médias ponderadas do Bitcoin e de outras criptomoedas sem qualquer notificação.

Publicado em 14 de setembro de 2018 por

O recurso analítico CoinMarketCap, que monitora os indicadores do Bitcoin e outras criptomoedas, lançou uma votação no Twitter oferecendo aos usuários a possibilidade de expressar sua opinião sobre a introdução de um sistema de votação voltado à tomada de decisões sobre a listagem de novos projetos e corretoras.

Faltam dois dias até o final da votação, mas está óbvio que quase dois terços dos usuários (61%) apoiam essa ideia. 10% foram contra e outros 29% não acham a medida necessária. No total, mais de 5,5 mil usuários participaram da votação até o momento.

A pesquisa foi lançada em meio a um rápido crescimento no número de novos projetos na área de criptomoedas. No momento, a CoinMarketCap lista 1950 ativos digitais.

Os princípios que as corretoras seguem ao adicionar ativos são frequentemente questionados pela comunidade. Assim, em agosto, Christopher Franco, o cofundador da plataforma Expanse, argumentou que, para colocar listagem na Binance, era exigida uma contribuição de 400 BTC. O chefe da Binance Changpeng Zhao, no entanto, negou esta afirmação, acrescentando que Franco, muito provavelmente, havia esbarrado em golpistas.

A própria CoinMarketCap também reagiu. Em janeiro deste ano, o site excluiu do cálculo das taxas de câmbio dados vindos das corretoras da Coréia do Sul, onde o Bitcoin e outras criptomoedas na época eram negociados a preços muito mais altos.

Além disso, a plataforma era frequentemente acusada de divulgar dados não confiáveis sobre o volume de negociações nas corretoras – isso fez com que o site introduzisse novas medidas destinadas a garantir objetividade e transparência nessas questões.

Vale notar que, apesar do fato de um significativo número de usuários ter se pronunciado a favor da introdução de uma votação, a proposta do CoinMarketCap gerou críticas também. Por exemplo, um dos usuários sugeriu que, desta forma, uma brecha seria aberta para bots, golpes e trolls, pedindo que as regras atuais permanecessem inalteradas.

Outra visão diz respeito ao enorme número de moedas que atualmente estão sendo rastreadas pelo recurso.

“A maioria das moedas não atende ao espírito original de criptomoedas e, portanto, apenas prejudica a indústria. Isso também leva a atrasos na adoção em massa. O mundo não precisa de 2 mil criptomoedas”, escreveu o desenvolvedor do BTCC Clashicly, um fork do Bitcoin.

Nos comentários para a votação, os administradores do CoinMarketCap também afirmaram que nos próximos meses, um aplicativo móvel oficial do recurso deverá ser lançado.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment