Como está se saindo a plataforma JUR?

Hodiernamente, é comum assinar diversos contratos, sejam eles de locação ou com uma autoescola, por exemplo. O que muita gente não sabe é que muitos desses contratos estão sujeitos a “prejudicar” o indivíduo.

Publicado em 15 de outubro de 2018 por

Nos últimos dois artigos (que você pode ler aqui e aqui), ficamos sabendo das intenções da plataforma JUR, que se volta à criação de um novo tipo de confiança nas relações de negócios com base em acordos legais inteligentes apoiados por um sistema de resolução descentralizado, justo, rápido e de baixo custo.

A JUR permitirá que usuários criem acordos legais inteligentes por meio de assistentes, e desse modo, reduzirá custos de criação e gerenciamento de contratos inteligentes. Ariel Meilich, um dos assessores da startup, pontuou: “a JUR tem potencial de reduzir custos no comércio global, reduzindo a enorme quantidade de despesas administrativas e legais. Advogados e burocracia são muito caros!”.

Como a plataforma está se saindo?

Há algum tempo, a startup JUR surgiu com algumas boas ideias, e planejava mudar a forma como os acordos funcionam. Em um primeiro momento, a plataforma não atraiu muitos fãs, é verdade, mas com o passar dos dias, as ideias foram ganhando forma e seguidores. No presente, pode-se dizer que a JUR está caindo nas graças do público e que diversos parceiros estão surgindo.

Uma notícia chegou para concretizar algo de que a equipe JUR já desconfiava: o projeto estava dando certo – dias atrás, um e-mail enviado de uma empresa farmacêutica italiana mudou completamente as expectativas de clientes, já que nele, a empresa disse que gostaria de utilizar os serviços para garantir um pagamento de €2,5 milhões. A plataforma acredita em seu potencial e em suas ideias e a equipe acha que esse é apenas o começo.

Parceria

O primeiro parceiro foi a Scidex, que, segundo a JUR, é “uma empresa brilhante com um futuro promissor que compartilha os mesmos valores”. Outro parceiro que foi muito importante para a startup é líder mundial em gerenciamento comunitário: Amazix.

O melhor de tudo sobre parcerias é como elas ajudam os clientes e as plataformas a sempre terem o melhor produto final e serem melhores. No caso da Scidex, ela permite, por exemplo, que usuários gerem automaticamente contratos inteligentes não legíveis, compatíveis, adaptáveis e legíveis de um modo simples.

Informações sobre a ICO

Ao todo foram emitidos 1 milhão de tokens, sendo que apenas 40% desse número será destinado para venda. A plataforma aceitará ETH como forma de pagamento e não existem restrições de países.

Aos poucos, novas informações estão surgindo. A mais nova delas envolve a alocação de fundos, que será feita da seguinte forma: 35% técnico, 25% desenvolvimento de negócios, 22% para marketing, 15% operação e 5% legal.

Para mais informações, acesse o site oficial do projeto ou visite as redes sociais da plataforma:

Telegram Facebook Twitter LinkedIn Github Medium

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment