Gemini usará tecnologia da Nasdaq para rastrear manipulações de mercado

Fundada pelos irmãos Winklevoss, a corretora de Bitcoins Gemini anunciou uma parceria com a Nasdaq, na qual utilizará a mais recente tecnologia SMARTS Market Surveillance para rastrear manipulações de negociação.

Publicado em 26 de Abril de 2018 por

Fundada pelos irmãos Winklevoss, a corretora de Bitcoins Gemini anunciou uma parceria com a Nasdaq, na qual utilizará a mais recente tecnologia SMARTS Market Surveillance para rastrear manipulações de negociação.

De acordo com a mensagem oficial, essa tecnologia é considerada o sistema de monitoramento de comércio mais comum no mundo e, graças a ela, a Gemini poderá monitorar todos os seus pares comerciais, incluindo BTC/USD, ETH/USD e BTC/ETH.

Além disso, a SMARTS Market Surveillance ajudará a Gemini a monitorar a atividade durante os leilões diários de fechamento de Bitcoins, que determinam o preço dos contratos de futuros Bitcoin XBT, negociados pelo CBOE.

Publicidade

“Desde o seu lançamento, a Gemini adotou uma política agressiva de conformidade com os requisitos legislativos e programas de rastreamento, que acreditamos tornar nossa corretora e toda a indústria criptomonetária melhor. A utilização da SMARTS Market Surveillance, da Nasdaq, ajudará a Gemini a consolidar seu status de plataforma que cumpre as regras”, afirmou o CEO da Gemini, Tyler Winklevoss.

Vale notar que a Gemini foi o primeiro grande representante da indústria de Bitcoin a decidir pela utilização de uma solução especializada para monitorar o comportamento dos participantes e determinar atividades suspeitas.

Note que, no entanto, nem todos os participantes do mercado apóiam essas iniciativas: em uma postagem recente, a Kraken, corretora da Califórnia, expressou sua posição em relação à regulamentação, dizendo que a maioria dos criptotraders não dá muita importância à proteção contra manipulação de mercado. Também na semana passada, a Kraken se recusou a cooperar com as autoridades do Estado de Nova York, dizendo que não pretendia responder ao pedido do procurador-geral, Eric Schneiderman, que exigiu que algumas corretoras divulgassem informações sobre suas atividades.

Em março, os fundadores da Gemini, os irmãos Winklevoss, citaram como o principal objetivo da plataforma para 2018 a adição de novas criptomoedas, como Bitcoin Cash e Litecoin.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment