A GMO Internet Group Corporation anunciou o desenvolvimento bem-sucedido de chips de mineração Fin Fet Compact (FFC) de 12 nanômetros. De acordo com o site da empresa, este é um importante passo em direção à criação de dispositivos de 7 nanômetros ainda mais produtivos.

A GMO Internet Group Corporation anunciou o desenvolvimento bem-sucedido de chips de mineração Fin Fet Compact (FFC) de 12 nanômetros. De acordo com o site da empresa, este é um importante passo em direção à criação de dispositivos de 7 nanômetros ainda mais produtivos.

Conforme indicado na mensagem, graças ao novo desenvolvimento, entre outras coisas, o processo de validação dos circuitos lógicos SHA256 foi concluído. No entanto, não haverá vendas de placas-mãe com o novo chip de mineração, segundo informa a empresa.

Conforme relatado anteriormente, o teste de chips de 7 nanômetros para mineração de Bitcoin está previsto para a primavera de 2018.

Vale ressaltar que a GMO também anunciou o lançamento da versão oficial da Blockchain de nuvem Z.com, descrita como uma plataforma de Blockchain do tipo PaaS que permite que os usuários criem aplicativos distribuídos baseados no Ethereum. O teste beta do projeto começou em 2016.

Lembre-se de que a GMO anunciou sua intenção de assumir uma posição de liderança no campo da mineração de criptomoedas, bem como de abrir um escritório separado no norte da Europa.

A empresa já desenvolveu um de seus projetos: um centro de mineração que utiliza recursos de energia renovável, o que permite reduzir os custos através do baixo consumo energético.

Por fim, representantes da GMO também afirmaram que, em março de 2018, começarão a pagar seus funcionários em Bitcoin.