Hyperledger e Enterprise Ethereum Alliance anunciam parceria

O consórcio de Blockchain Hyperledger introduziu a primeira versão funcional do software Sawtooth, que serve como uma plataforma para a criação de registros distribuídos com base no algoritmo de consenso Proof-Of-Elapsed-Time (Prova de Tempo Decorrido).

Publicado em 2 de outubro de 2018 por

A Hyperledger Project e a Enterprise Ethereum Alliance (EEA), dois principais consórcios globais de Blockchain, anunciaram uma parceria sem precedentes que prevê a criação de padrões uniformes para redes corporativas distribuídas desenvolvidas pelos participantes dessas duas organizações.

Conforme declarado conjuntamente pela Hyperledger Project e pela EEA, a colaboração entre as plataformas, baseada nos princípios de aderência ao código aberto, acelerará a adoção em massa da tecnologia de Blockchain na esfera de negócios.

Cada organização tornou-se parte da outra como membro associado.

“Estamos vivendo em um tempo de enormes oportunidades. Uma cooperação de acordo com os direitos de associação mútua abre a oportunidade para ambas as organizações trabalharem mais ativamente em conjunto. Além disso, os desenvolvedores da Hyperledger podem participar do programa de certificação da EEA, o que garantirá a compatibilidade de soluções com projetos focados na Enterprise Ethereum Client Specification”, disse Ron Resnick, o diretor executivo da EEA.

Por sua vez, representantes da comunidade EEA que trabalham com especificações e padrões terão a oportunidade de colaborar com colegas da Hyperledger visando uma implementação mais ampla.

“Padrões, especificações e certificação: tudo isso ajuda os clientes de Blockchains corporativas a implementar com confiança as soluções propostas, pois desse jeito, eles obtêm as melhores garantias de compatibilidade das plataformas, bem como uma escolha mais ampla de fornecedores”, acrescentou Brian Behlendorf, diretor executivo da Hyperledger.

Adicionalmente, participantes de ambas as organizações poderão colaborar em vários grupos de trabalho, reuniões e conferências em todo o mundo, unindo, dessa forma, diversos desenvolvedores.

“Nossas organizações têm objetivos semelhantes, como a expansão e o fortalecimento da comunidade e uma adoção mais ampla de tecnologias corporativas de Blockchain. Esperamos poder passar a mensagem sobre a imprecisão da ideia sobre a oposição entre a EEA e a Hyperledger”, enfatizou a declaração das duas organizações.

Nota-se também que o trabalho que salienta a união das duas organizações já está em andamento: em 2017, foi lançado o projeto Hyperledger Burrow, que é uma implementação do interpretador de códigos de bytes da máquina virtual do Ethereum (EVM) e opera sob a licença da Apache.

No início deste ano, o projeto Hyperledger Sawtooth adicionou suporte à EVM para processamento de transações, implementando assim os contratos inteligentes da rede Ethereum à rede baseada em tecnologia Sawtooth – esta iniciativa está em um estado ativo, e os desenvolvedores esperam poder testar em breve sua compatibilidade com o EEA Spec 1.0. Além disso, o suporte para a EVM também foi disponibilizado na Hyperledger Fabric.

Como outro exemplo de colaboração, as organizações citam o grupo de trabalho da EEA envolvendo problemas de ambiente de execução confiável, que usa como base o Hyperledger Labs para criar um protótipo da implementação dos padrões propostos, chamado Private Data Objects.

Vale ressaltar que o projeto Hyperledger foi lançado em dezembro de 2015 com a participação da Linux Foundation, da IBM e de vários grandes bancos globais. Atualmente, a organização inclui mais de 250 empresas.

A criação da Enterprise Ethereum Alliance foi anunciada em fevereiro de 2017. Inicialmente, o consórcio teve participações de empresas financeiras e de tecnologia, como a Accenture, o Banco Santander, a BlockApps, a BNY Mellon, o Grupo CME, a ConsenSys, a IC3, a Intel, o J.P. Morgan, a Microsoft e a Nuco, além de outras organizações bem conhecidas e startups de Blockchain.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment