IBM aposta na Blockchain Stellar

A IBM passou a usar a Blockchain da Stellar para a realização de pagamentos transfronteiriços.

Publicado em 22 de Maio de 2018 por

Jess Lund, chefe do departamento de Blockchain da IBM, expressou seu apoio ao projeto Stellar, dizendo que a plataforma descentralizada desenvolvida pela startup é uma notável Blockchain de código aberto, escalável, de alto desempenho e altamente flexível.

Na semana passada, a International Business Machines Corporation anunciou o lançamento de um projeto envolvendo a Veridium Labs, durante o qual a Blockchain Stellar será empregada na tokenização de cotas para emissão de carbono. Estes últimos são utilizados por empresas cujas atividades envolvem significativos riscos de poluição ambiental. As receitas da venda de tokens denominados Verde serão usadas para restaurar 250 milhas quadradas de florestas na Ilha de Bornéu.

Vale destacar que Jess Lund passou entrou em contato com os usuários do Reddit, onde realizou uma sessão AMA (pergunte-me qualquer coisa).

Durante a entrevista, ele disse que era um grande fã da Stellar e que a IBM cooperaria ativamente com a startup.

“A IBM escolheu a Stellar como parceira, porque essa plataforma descentralizada é altamente flexível. A Stellar é uma Blockchain de código aberto notável, escalável e de alto desempenho”, disse Lund.

Nesta segunda-feira, 21 de maio, Jess Lund anunciou uma nova sessão de AMA, que será dedicada à cooperação da IBM e da Stellar, ressaltando que isso “já está se tornando rotina”.

Durante a sessão anterior, respondendo à pergunta sobre os obstáculos associados à adoção da Blockchain e criptomoedas, Jess Lund observou que isso depende principalmente do marketing e da reputação da startup, cujo efeito adequado só pode ser obtido com o tempo.

Como exemplo, ele se referiu à transição igualmente difícil de moedas de metal para notas de papel, que as autoridades tentaram impedir de todas as maneiras possíveis.

Lund também observou que, assim que as discussões e debate em torno das criptomoedas se acalmarem, empresas em todo o mundo começarão a usar massivamente essa inovadora tecnologia.

“Eu vejo o Bitcoin como uma coisa utilitária. A própria criptomoeda cria valor, porque o Bitcoin é uma rede autônoma global destinada a converter eletricidade em dinheiro digital, que por sua vez pode ser rapidamente e seguramente transferido para qualquer lugar do mundo sem intermediários e com a capacidade de se converter em qualquer moeda fiat principal. Enviar moedas digitais é tão fácil quanto enviar um e-mail. Este é o maior benefício do Bitcoin e das altcoins”, resumiu ele.

Lembre-se de que como relatado anteriormente por nós, até o final de 2018, a equipe da Stellar planeja integrar o protocolo Lightning Network ao código-fonte de seu projeto.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment