Novo CEO do Goldman Sachs considera possibilidade de trabalhar com criptomoedas

Um porta-voz do banco líder em investimentos, Goldman Sachs, confirmou que a organização contratou o profissional e graduado trader do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), Justin Schmidt, para o posto de vice-presidente e chefe do departamento de mercados de ativos digitais dentro da divisão de valores mobiliários do banco.

Publicado em 19 de julho de 2018 por

O Goldman Sachs, um dos maiores bancos de investimento do mundo, anunciou oficialmente a nomeação de seu novo CEO: Lloyd C. Blankfein se aposentará e dará lugar a David M. Solomon, que no passado, já demonstrou interesse no Bitcoin.

“Estamos explorando novas oportunidades para o Bitcoin, discutindo planos nessa área, mas estamos fazendo tudo com cautela. Escutamos os desejos dos clientes e tentamos ajudá-los em um novo campo”, disse David Solomon.

O banco já oferece aos clientes investimentos em futuros de Bitcoin e, de acordo com Solomon, o Goldman Sachs planeja “desenvolver esse negócio e se adaptar ao ecossistema”.

Ele substituirá Lloyd Blankfein, que ocupou o cargo por 12 anos, em outubro. Note, no entanto, que o próprio Blankfein nunca se opôs ao Bitcoin, embora também nunca tenha manifestado interesse nele.

Ainda em menção ao Bitcoin, ressaltamos que anteriormente o ativo alcançou a marca de US$7 mil. É possível ler mais sobre isso aqui.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment