Opinião: mineração de Bitcoin está se tornando mais decentralizada

A Chicago Option Exchange (CBOE) anunciou o lançamento da negociação de futuros de Bitcoin para o dia 10 de dezembro, uma semana antes do Grupo CME.

Publicado em 6 de agosto de 2018 por

A participação das maiores pools de mineração (BTC.com e Antpool) no hashrate total da rede Bitcoin está diminuindo gradualmente. Essa observação, em particular, foi compartilhada no Twitter por ArminVanBitcoin (A v B), um entusiasta de criptomoedas.

Em sua opinião, os grupos menores estão gradualmente conquistando uma considerável parte desse mercado, e a mineração em geral está se tornando mais descentralizada.

Comparando dados atuais sobre a distribuição de capacidades com uma imagem de um mês atrás, é possível perceber que a BTC.com e a Antpool, controlados pela Bitmain, ao invés de 42, representam apenas cerca de 30% do hashrate total do Bitcoin. Isso, por sua vez, reduz a probabilidade do chamado “ataque de 51%”.

No entanto, há muitos céticos entre os comentaristas. Um deles sugeriu que as pools poderiam mudar para a extração do BCH (Bitcoin Cash).

ArminVanBitcoin respondeu que, se isso estivesse acontecendo, a diferença seria insignificante, já que a extração de Bitcoin Cash é responsável por aproximadamente 7,6% do hashrate do Bitcoin.

Ainda em menção à Bitmain, lembramos que recentemente, a empresa, que é também a maior fabricante de equipamentos para mineração, se comprometeu a fazer relatórios mensais sobre suas próprias capacidades de mineração.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment