O Bitcoin está entrando cada vez mais na vida cotidiana do povo da Índia. Para exemplificar, vale citar os recém-casados Prashant Sharma e Niti Sri da cidade de Bangalore, que pediram a todos os convidados que os entregassem Bitcoins como presente do casamento.

O Bitcoin está entrando cada vez mais na vida cotidiana do povo da Índia. Para exemplificar, vale citar os recém-casados Prashant Sharma e Niti Sri da cidade de Bangalore, que pediram a todos os convidados que os entregassem Bitcoins como presente do casamento. Como resultado, apenas 15 dos 200 visitantes vieram com presentes “tradicionais”, informa a BBC.

“Nós explicamos isso aos nossos pais, e eles nos apoiaram. Não apenas o Bitcoin tem potencial, como também a tecnologia de Blockchain tem um ótimo futuro”, disse Sharma.

Os recém-casados são fundadores de uma startup digital, sendo que a maioria de seus conhecidos trabalha no campo de TI  (o pedido não pareceu muito estranho para a maioria das pessoas). De acordo com o noivo, os convidados deram cerca de 100 mil rupias em Bitcoins a eles, o que equivale a cerca de US$1,6 mil.

De acordo com Sharma, os cônjuges pretendem pegar os BTC recebidos e financiar organizações que estão envolvidas na formação de crianças de famílias de baixa renda.

Enquanto isso, autoridades indianas continuam sua ofensiva contra a indústria de ccriptomoedas: autoridades fiscais locais e reguladores financeiros iniciaram investigações sobre as atividades dos empresários de Bitcoin e estão planejando introduzir novas medidas restritivas contra ICOs – eles as consideram “pirâmides financeiras”.

De acordo com várias estimativas, os departamentos do país suspeitam de mais de meio milhão de pessoas em evasão fiscal, representando uma escala particularmente grande. Ao que parece, esse “agressivo”  interesse dos reguladores está relacionado ao recentemente observado crescimento do mercado de criptomoedas.

Lembramos que na semana passada, o Serviço de Impostos da Índia iniciou uma verificação em grande escala de Exchanges e cripto-investidores.