Usuários do Ethereum apoiaram a ideia do hardfork para “neutralizar” mineradoras ASIC

O principal desenvolvedor do Ethereum, Vlad Zamfir, realizou uma pesquisa em seu Twitter e coletou opiniões de usuários sobre um potencial hardfork que pode render mineradoras ASIC inúteis.

Publicado em 31 de Março de 2018 por

O principal desenvolvedor do Ethereum, Vlad Zamfir, realizou uma pesquisa em seu Twitter e coletou opiniões de usuários sobre um potencial hardfork que pode render mineradoras ASIC inúteis. Como resultado, mais da metade dos que votaram expressaram sua prontidão em apoiar tal iniciativa.

Publicidade

Publicidade

No total, 6.903 pessoas participaram da pesquisa “Você apoiaria um hardfork que tornaria mineradoras ASIC ineficazes?”. 57% dos entrevistados expressaram apoio à iniciativa, 10% observaram que essa era uma “questão complexa” e 20% se abstiveram. Apenas 13% dos usuários votaram contra o hardfork.

Note que sistemas ASIC baseados em circuitos integrados especiais tornaram-se agora o equipamento mais lucrativo para a mineração de criptomoedas. No entanto, ao contrário de processadores tradicionais e placas de vídeo, os “ASICs” não são dispositivos multiuso – são desenvolvidos para tarefas específicas e podem se tornar inúteis no caso de pequenas mudanças nos algoritmos de mineração.

Por sua vez, o protocolo Ethcash, com base no qual as criptomoedas Ethereum, Ethereum Classic e uma série de outras altcoins funcionam, ainda é “resistente a ASICs”, o que permite lucrar com a mineração através da GPU.

Publicidade

Publicidade

Em 26 de março, foi anunciado o desenvolvendo bem-sucedido de uma mineradora ASIC para Ethereum pela Bitmain. Além disso, três outras empresas estão trabalhando nessa direção, entre as quais, provavelmente, a Halong Mining, que recentemente se juntou à iniciativa da Blockchain Defensive Patent Licens com sua patente para a versão aberta da tecnologia AsicBoost.

Levando em consideração que a Bitmain é o maior fabricante de equipamentos para mineração, o desenvolvimento de novos sistemas especializados frequentemente provoca discussões acaloradas entre os membros da comunidade criptomonetária, que temem a potencial centralização dos mineradores. 

Desenvolvedores do Monero conscientemente fazem alterações nos algoritmos a cada seis meses para excluir a possibilidade de mineração de moedas com a ajuda de sistemas ASIC. No entanto, isso não impediu a Bitmain de anunciar uma nova mineradora ASIC para Monero baseada no algoritmo PoW CryptoNight. Posteriormente, o desenvolvedor líder desta criptomoeda anônima, Riccardo Spagny, disse que o novo equipamento provavelmente levará à centralização do poder de computação nas mãos de um ou poucos players. A este respeito, a equipe do Monero planeja modificar o algoritmo PoW como parte da próxima atualização de rede.

Por fim, desenvolvedores do Ethereum afirmaram repetidamente que, no futuro, planejam abandonar o protocolo de Proof-of-Work (PoW) em favor do Proof-of-Stake (PoS), o que reduzirá significativamente o papel da mineração. Portanto, notícias sobre o desenvolvimento de uma mineradora ASIC para Ethcash foram consideradas por muitos usuários como um sinal da confiança da Bitmain de que o Ethereum não será capaz de abandonar o PoW, e que a transição para PoS resultará em apenas outro hardfork semelhante ao Ethereum Classic.

Chrys

Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment