Autoridades japonesas verificarão outras corretoras após roubo de mais de US$500 milhões da Coincheck

A Agência de Serviços Financeiros do Japão (FSA) começará a verificar o resto das corretoras de Bitcoin no país depois que a plataforma líder Coincheck foi roubada nesta sexta-feira e perdeu mais de meio bilhão de dólares em NEM.

Publicado em 29 de Janeiro de 2018 por

A Agência de Serviços Financeiros do Japão (FSA) começará a verificar o resto das corretoras de Bitcoin no país depois que a plataforma líder Coincheck foi roubada nesta sexta-feira e perdeu mais de meio bilhão de dólares em NEM. Isso foi relatado pelo Nikkei.

Além disso, a FSA pediu à Coincheck que envie um relatório de incidente até o dia 13 de fevereiro e desenvolva medidas para que isso nunca mais se repita. É possível também que a Coincheck seja multada, contudo, o valor da multa permanece desconhecido.

De acordo com a publicação, a agência também realizará inspeções em outras corretoras.

Vale ressaltar que em abril de 2017, o Japão obrigou os operadores de corretoras criptomonetárias a realizar um registro estadual, impedindo que plataformas existentes – incluindo a Coincheck – continuassem trabalhando até obter uma licença. No momento, 16 corretoras possuem tais licenças.

Lembramos que na sexta-feira, 26 de janeiro, a Coincheck suspendeu operações em NEM (XEM), e depois com outras altcoins. Por fim, pagamentos através de cartões bancários e do serviço Pay Easy também foram suspensos. Mais tarde, representantes da Coincheck confirmaram o roubo de 58 milhões de ienes (US$533 milhões) em criptomoeda NEM (XEM).

No domingo, a administração da Coincheck anunciou a prontidão da empresa em compensar as perdas de usuários às suas próprias custas. Clientes da plataforma supostamente receberão cerca de US$400 milhões, sendo que, como observado pela FSA, a disponibilidade de fundos suficientes para isso ainda não foi confirmada.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment