Vitalik Buterin entra em controvérsia com desenvolvedor do Bitcoin Core sobre futuro do Ethereum

Os desenvolvedores do Ethereum divulgaram as características técnicas da primeira fase da próxima atualização, o Finality Gadget Casper (FFG Casper), que permitirá que a rede mude para o mecanismo híbrido de consenso Proof-of-Work (PoW)/Proof-of-Stake (PoS).

Publicado em 7 de setembro de 2018 por

O desenvolvedor do Bitcoin Core e consultor técnico da Stellar, Jeremy Rubin, publicou um artigo que questionava o futuro da Ethereum como uma criptomoeda devido à chamada “abstração econômica” na rede. O criador do Ethereum, Vitalik Buterin, por sua vez, não pôde resistir e trouxe seus argumentos para refutar as teses de Rubin.

O termo “abstração econômica” descreve o pagamento de uma comissão (gás) pela execução de contratos inteligentes ou transações usando tokens ERC-20 ou um ativo não associado ao Ethereum.

Jeremy Rubin disse que se todos os proprietários de contratos inteligentes pudessem pagar gás em tokens que são nativos para os contratos, isso levaria a um excesso de ETH no mercado e, consequentemente, ao colapso em seu preço.

Em sua resposta, Buterin observou que concordaria com essas previsões se a equipe da Ethereum não trabalhasse em melhorias para manter a relevância da criptomoeda.

Para resolver o problema descrito, o criador do Ethereum ofereceu duas opções: uma modificação do mercado de compensação e uma taxa pelo armazenamento de dados na rede. A primeira opção envolve a cobrança de uma taxa mínima em Ethereum dos iniciadores de blocos por publicidade segmentada.

O segundo método proposto por Buterin inclui o pagamento em Ethereum para cada byte de dados, a fim de evitar a “hibernação” do bloco. Ambos os mecanismos implicam na queima adicional de ativos.

Vitalik Buterin disse que, em qualquer caso, a abstração econômica pode ser implementada apenas no nível do usuário, enquanto os fabricantes dos blocos ainda teriam que interagir de alguma forma com o Ethereum.

“Você também pode usar soluções provisórias nas quais os participantes de terceiros, usando “transações de invólucro”, cobrarão os usuários por transações em outros tokens e, em seguida, liquidarão com fabricantes de blocos usando Ethereum”, acrescentou ele.

Além disso, Buterin ressaltou que a implementação do algoritmo Proof-of-Stake permitirá que o ETH fortaleça sua posição no mercado.

Vale ressaltar que anteriormente relatamos que os desenvolvedores do Ethereum concordaram em reduzir o prêmio aos mineradores para 2 ETH.

Por fim, lembramos também que em agosto, Vitalik Buterin sugeriu a fixação de comissões transacionais em Blockchains públicas. É possível ler mais sobre isso aqui.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment