200 mil sul-coreanos pedem às autoridades que não destruam “sonho cripto-monetário”

Estabelecida no final do ano passado, a Korean Blockchain Association (KBA) propôs um conjunto de regras para a autorregulação projetada de estabelecimento de padrões para a operação de corretoras criptomonetárias.

Publicado em 17 de Janeiro de 2018 por

Mais de 216 mil sul-coreanos assinaram uma petição instando as autoridades do país a parar a pressão sobre o mercado de criptomoedas. O governo deve responder oficialmente dentro de 30 dias.

“Graças às moedas virtuais, o nosso povo tem um sonho feliz, que antes não era da Coréia do Sul. As pessoas não são estúpidas. Elas investem no dinheiro digital porque o consideram a quarta revolução”, diz a petição.

O autor anônimo continua com o mesmo humor lírico. Segundo ele, a responsabilidade por investimentos e riscos é um assunto privado a todos, mas as criptomoedas permitiram que os coreanos começassem a “respirar e viver humanamente”. Ele também expressou a esperança de que “a economia não colapse por uma regulamentação injusta”.

Lembre-se de que anteriormente, um conflito político estourou entre o atual governo e os partidos da oposição devido a uma declaração do Ministro da Justiça da Coréia do Sul, Pak Sang-ki, a respeito de um projeto de lei para proibir a atividade de Exchanges no país. Seus opositores acreditam que o oficial manipulou o mercado.

No contexto da declaração do Ministro da Justiça, o mercado de criptomoeda experimentou um colapso: a taxa média ponderada do Bitcoin caiu abaixo de US$11 mil e a capitalização total de ativos digitais foi inferior a US$500 bilhões.

Segundo a CNBC, a taxa de desemprego entre os sul-coreanos de 15 a 29 anos é de cerca de 9%. Este valor é quase três vezes maior que a média nacional, o que explica em parte o aumento do interesse pelo comércio de ativos criptográficos entre os jovens.

Também tornou-se conhecido que as autoridades sul-coreanas obrigaram todos os comerciantes de ativos digitais a desanonimizar suas contas até o final do mês para seguir as regras dos protocolos AML/KYC. Bancos também serão obrigados a cumprir o novo sistema.

O representante da administração do presidente da Coréia do Sul, Jong Ki-jung, emitiu ontem um comunicado oficial sobre as medidas que o governo tomará em relação às criptomoedas. Segundo ele, as autoridades não apenas não proibirão a negociação e uso de criptomoedas, como também apoiarão plenamente o desenvolvimento de tecnologias de Blockchain.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Publicidade

Publicidade

Leave a Comment