3 razões pelas quais a SEC pode aprovar ETF de Bitcoin em agosto

A US Securities and Exchange Commission (SEC) enviou pedidos a fundos de hedge criptomonetários exigindo informações e convocando-os ao tribunal.

Publicado em 13 de julho de 2018 por

Especialistas citam três razões pelas quais a SEC pode finalmente aprovar o ETF de Bitcoin no próximo mês.

No início da semana, o CBOE de Chicago apresentou um novo pedido à Securities and Exchange Commission (SEC) dos EUA para a abertura do primeiro ETF de Bitcoin.

De acordo com documentos publicados no site da SEC em 26 de junho, o CBOE Global Markets pretende listar ações do novo fundo de Bitcoin e começar a negociar ações deste ETF, enquanto o os ativos do fundo serão administrados pela VanEck e pela SolidX, que se uniram no início de junho em uma tentativa de lançar seu próprio fundo de investimento em ações (ETF) baseado em Bitcoin: o VanEck SolidX Bitcoin Trust.

A decisão da SEC é esperada para 10 de agosto, mas não depois do dia 24 de setembro, e muitos membros da comunidade já estão falando a favor do produto.

O presidente da LogicBox, por exemplo, expressou seu apoio à aprovação das ações da SolidX, argumentando que “o fundo se concentra em investidores com alto capital e não representa riscos para investidores individuais”. Ele também observou que “o ETF é apoiado por Bitcoins, ao contrário dos futuros”, o que dará mais estabilidade ao mercado.

Travis Williams está a favor da aprovação, acreditando que “a inação pode ser mais destrutiva para os investidores”, enquanto Ryan Donoghue “pede a aprovação do ETF“, já que isso pode “dar sinal aos comerciantes para que se envolvam” em um ambiente regulado e “mostrar que o mercado está seguro”.

Especialistas citam três razões pelas quais a SEC pode finalmente aprovar o produto ETF do Bitcoin:

A primeira razão é o preço do Bitcoin.

Publicidade

Publicidade

Em março de 2017, quando os irmãos Winklevoss solicitaram a aprovação do ETF pelo regulador, a comunidade criptomonetária não depositava grandes esperanças em sua aprovação.

O colapso do preço de US$1,35 mil para US$1 mil parecia grandioso pelos padrões da época. Hoje, o Bitcoin custa seis vezes mais (US$6.195,86) e, em dezembro de 2017, no pico do aumento dos preços, alcançou um valor 20 vezes maior.

Enquanto isso, a capitalização de mercado do Bitcoin já excede a marca de US$100 bilhões. Este é um fato que os reguladores não podem mais ignorar.

A segunda razão são serviços de custódia.

Antes, os investidores tradicionais não se envolviam no mercado porque são investidores, não corretores. Felizmente, os serviços de custódia estão se tornando mais populares.

A Coinbase, por exemplo, lançou um serviço de custódia para empresas que já atraiu vários fundos de hedge e empresas privadas de investimento.

No início de julho, também a bolsa suíça SIX lançou uma plataforma de negociação de ativos digitais e um serviço de custódia.

A terceira razão é a transparência na regulamentação.

Reguladores costumavam citar a falta de regulamentação no mercado, mas os futuros de Bitcoin já foram aprovados este ano. Neste meio tempo, o banco de investimento Goldman Sachs está explorando a possibilidade de lançar negociação em derivativos de criptomoedas.

No mês passado, a SEC se recusou a reconhecer o Bitcoin e o Ethereum como valores mobiliários e em seguida, anunciou planos de simplificar os procedimentos de aprovação de fundos negociados publicamente.

Muitos analistas, incluindo o diretor da Van Eck Investment e da SolidX, acreditam que o preço do Bitcoin crescerá substancialmente assim que o primeiro fundo de investimento em ações (ETF) for aprovado:

“Se o ETF SolidX do Bitcoin for aprovado em 10 de agosto, é provável que se torne um catalisador para um forte aumento no preço do Bitcoin, e para o mercado de criptomoedas em geral”.

Jan van Eck também acredita que o “componente de seguro” ajudará a proteger os investidores dos riscos associados ao armazenamento de criptomoedas, observando que a aprovação do produto é “uma real possibilidade”.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment