50 empresas criptomonetárias da Grã-Bretanha são suspeitas de prestar serviços financeiros não licenciados

O juiz distrital Paul Otken negou à gigante chinesa do comércio eletrônico, Alibaba Group Holdings, a proibição preliminar do uso de um nome similar pela Alibabacoin Foundation, uma empresa criptomonetária localizada em Dubai.

Publicado em 26 de novembro de 2018 por

A Financial Conduct Authority (FCA) está investigando as atividades de 50 empresas criptomonetárias. Isso foi relatado pelo The Telegraph.

A publicação recebeu essa informação da FCA depois de ter enviado um pedido relevante no âmbito da lei sobre a liberdade de divulgação da informação. Como afirmado pela agência, a investigação envolve as atividades de 50 organizações suspeitas de fornecer serviços financeiros sem a permissão necessária do regulador.

Além disso, neste ano, o regulador recebeu sete denúncias de funcionários relacionadas a atividades ilegais de empresas criptomonetárias. Nos três anos anteriores, não houve nenhuma denúncia desse tipo.

A publicação também cita as palavras de Andrew Jacobs, sócio da firma de contabilidade Moore Stephens, que acredita que o crescimento do número de empresas no campo de visão do regulador está associado a uma queda geral nos mercados de criptomoedas em 2018.

“Devido à queda dos preços, enormes quantias foram perdidas, e isso serviu como um gatilho para o crescimento de queixas na FCA. Em períodos de colapso dos preços, é provável que a atividade fraudulenta seja trazida para a superfície, o que coloca uma pressão adicional sobre a FCA, que precisa garantir a operação transparente e honesta desse mercado”, disse ele.

Em maio, foi relatado que a FCA estava investigando as atividades de 24 empresas de criptomoedas.

Já em setembro, um comitê especial do Tesouro da Grã-Bretanha anunciou a necessidade de fortalecer a regulamentação do setor criptomonetário a fim de proteger os investidores e pôr fim ao “Oeste Selvagem” nessa área.

Por fim, na semana passada, Christopher Woolard, o CEO da FCA para Estratégia e Concorrência, confirmou uma possível proibição da venda de derivativos de criptomoedas, em particular, os chamados “CFDs”, para investidores de varejo.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment