Autoridades sul-coreanas respondem à petição em defesa do “sonho criptomonetário”

Estabelecida no final do ano passado, a Korean Blockchain Association (KBA) propôs um conjunto de regras para a autorregulação projetada de estabelecimento de padrões para a operação de corretoras criptomonetárias.

Publicado em 15 de Fevereiro de 2018 por

O governo da Coréia do Sul deu uma resposta oficial à uma petição popular na qual os residentes pediram aos funcionários que não destruam o “sonho criptomonetário” com uma regulamentação injusta. 

“A principal política do governo é prevenir atividades ilegais e eliminar ambiguidades na indústria das criptomoedas, promovendo ativamente o desenvolvimento da tecnologia de Blockchain. É uma prioridade garantir a transparência das transações criptográficas no âmbito regulatório e jurídico. Abordamos esta questão com muito cuidado e carinho. Também monitoramos o estado do mercado e as tendências internacionais”, afirmou Hong Nam-ki, chefe do Departamento de Coordenação de Políticas Públicas da Coréia do Sul.

Publicidade

Publicidade

Note que isso vem ocorrendo no contexto dos acontecimentos de janeiro, quando mais de 220 mil sul-coreanos assinaram uma petição pedindo às autoridades do país que não pressionassem o mercado das criptomoeda. Como foi reivindicado, o governo teve que responder oficialmente dentro de 30 dias.

Por sua vez, no dia 9 de fevereiro, o primeiro-ministro da República da Coréia, Lee Nak Yong, disse que a questão do fechamento das corretoras de criptomoedas “não é seriamente considerada”. Conforme se tornou conhecido mais tarde, o governo está discutindo a criação de um sistema de licenciamento para corretoras de criptomoedas baseado no modelo BitLicense desenvolvido pelos legisladores estaduais de Nova York.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Publicidade

Publicidade

Leave a Comment