Autoridades tailandesas anunciam prisão de principal suspeito de fraude que resultou em perda de 5.564 BTC

Neste domingo, 13 de maio, as autoridades tailandesas publicaram um novo projeto de lei que regula a circulação de criptomoedas e ativos digitais. Ele entrou em vigor no mesmo dia, e infratores agora podem enfrentar multas ou prisão.

Publicado em 15 de outubro de 2018 por

Na Tailândia, o principal suspeito da fraude de Bitcoin na qual um investidor finlandês perdeu 5.564 BTC (cerca de US$24 milhões), foi preso. Isso foi relatado pelo Bangkok Post.

Prinya Jaravijit foi detido em 11 de outubro no Aeroporto Internacional de Bangkok.

Autoridades tailandesas anunciam prisão de principal suspeito de fraude que resultou em perda de 5.564 BTC. BTCSoul.com

Prinya Jaravijit, de 35 anos, no centro.

De acordo com as autoridades tailandesas, o suspeito viveu por algum tempo nos EUA. Pouco antes da realocação de Prinya, as autoridades tailandesas prenderam seu irmão mais novo, o ator Jiratpisit “Boom” Jaravijit, que também participou do esquema.

A polícia anteriormente ofereceu a Prinya Jaravijit a possibilidade de se render voluntariamente até 17 de setembro, mas o suspeito não o fez. Após isso, a pedido dos oficiais da lei, o Ministro de Relações Exteriores do país revogou o passaporte de Jaravijit, o que fez com que sua estadia nos EUA fosse considerada ilegal. O Embaixador da Tailândia nos Estados Unidos então organizou o voo de volta do detido até Bangkok, onde ele é suspeito de fraude e lavagem de dinheiro.

Por fim, ainda em menção à Tailândia, lembramos que anteriormente, o Banco Central do país saiu em defesa das criptomoedas, ressaltando que os ativos não estão diretamente relacionados a esquemas de fraude.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment